quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

O holandês Tijs Verwest, mundialmente conhecido como Tiësto, estréia no Carnaval de Salvador

Um dos DJs mais famosos do mundo, o holandês Tijs Verwest, mundialmente conhecido como Tiësto, estréia no Carnaval de Salvador nesta quinta-feira como convidado da banda Cheiro de Amor no Circuito Barra-Ondina.

O músico, indicado ao Grammy de melhor álbum de música eletrônica por 'Elements of Live', conversou com a imprensa durante um passeio pela Praia Stella Maris, nesta manhã. No encontro, experimentou caipirinhas e falou da paixão pelo Brasil, futebol e do sonho de tocar com o Olodum no Carnaval.

"O Brasil tem belas mulheres. Adoro a comida, frutas e o futebol, claro. Sou fã do Ronaldinho, Ronaldo e Romário. Quero tocar com o Olodum aqui. O som do grupo é maravilhoso", disse.

Nesta sexta-feira, Tiësto comandará as pick-ups do bloco 'Yes Bahia Club' com sua especialidade: a música trance, um dos mais populares gêneros da música eletrônica no Brasil, de sonoridade melódica e menos "agressiva" do que o tecno e o drum'n'bass.

"Axé só é bom ouvir por algumas horas. Será uma grande oportunidade para o povo brasileiro curtir o Tiësto. Vamos fazer uma grande festa", garantiu

Confira a entrevista:


Por que Tiësto?
Adoro. É um apelido mágico (risos).

Qual novidade promete apresentar em Salvador? Você vai usar algum elemento da cultura brasileira no seu repertório?
Será um show diferente de qualquer um que já fiz no mundo. Serei absorvido pelo Carnaval (risos).

Qual é a expectativa para a estréia em Salvador?
Adoro tocar para uma multidão. Estou honrado com o convite. O Carnaval eletrônico cresceu aqui. Axé só é bom ouvir por algumas horas. Será uma grande oportunidade para o povo brasileiro curtir o Tiësto.

Como imagina a receptividade do público?
Eu amo o Brasil. É o melhor país do Mundo. O povo é incrível, simpático. Tenho a certeza de que juntos faremos uma grande festa. Estou confiante.

Alguns Djs preferem se esconder atrás das pick-ups. Você parece gostar dos holofotes. Está confortável com tanta atenção recebida desde a eleição de melhor DJ do mundo?
Estou acostumado com tudo isso. Eu toco há alguns anos. Ganhei mesmo muita atenção do público e da crítica. Tudo se deve ao meu trabalho. Coloco muita gente para dançar (risos).

Quando é bom e ruim ser um DJ famoso?
O lado bom é viajar o mundo inteiro e participar de festas incríveis. É maravilhoso conhecer pessoas diferentes e aproveitar bons jantares em hotéis (risos). Lado negativo não tem. Talvez a vida social. Não tenho muito tempo para ver os amigos.

Com quem você gostaria de tocar?
Olodum. O som da banda é maravilhoso. Eu já toquei com o Olodum em São Paulo no ano passado. Meu sonho é reencontrá-los e tocar com o grupo novamente aqui no Carnaval. Estou esperando ansioso por isso.

Você já tocou em território brasileiro diversas vezes. O que mais gosta no Brasil?
As mulheres, comida, frutas e futebol. Sou fã do Ronaldinho, Ronaldo e Romário. Ah, caipirinha também.

Como você descreve seu som?
É um som quente, que toca a alma das pessoas e enérgico.

Quais são seus projetos para 2008?
Aproveitar a vida e tentar tocar cada vez melhor.

Tem algo que gostaria de dizer aos fãs brasileiros do Tiësto?
Sim. Obrigado por me receber. É muito bom estar aqui.

Nenhum comentário: