quarta-feira, 30 de abril de 2008

Festival eletrônico em BH traz atrações nacionais e internacionais

Amanhã começa a quarta edição do Festival Beats Por Mineiros (BPM) em Belo Horizonte (MG). O evento, que tem como foco principal a música eletrônica, será realizado entre o os dias 1º e 3 de maio e, além de atrações nacionais e internacionais, promoverá oficinas e debates ligados ao tema.

O primeiro do BPM será marcado por debates e oficinas. O segundo terá como atração o performances de Live P.A. dos dj's Donatinho (RJ), Monk Ponk (ES), Carlos Kroeff, Bitt e Bill.

Os maiores atrativos do festival estão no seu terceiro dia. Importantes representantes da música eletrônica do Brasil, Estados Unidos, Chile e Alemanha povoarão a Praça da Estação.

Artistas estrangeiros como Jahcoozi (Alemanha), Aux 88 (EUA), Matias Aguayo (Chile) e nacionais como Digitaria, Retrigger, Roger Moore e muitos outros se apresentarão num show de entrada gratuita.

Serviço - Festival BPM
.
1º de maio, quinta-feira
BPM Conceito - workshops, debates e exibição de vídeos
Onde: Pátio Savassi - Av. do Contorno, 6061 - Funcionários - Belo Horizonte - MG
Quando: a partir de 15h30
Quanto: entrada franca
.
2 de maio, sexta-feira
BPM Club
Onde: Roxy - R. Antônio de Albuquerque, 729 - Savassi - Belo Horizonte - MG Quando:23h
Quanto: R$ 30 (masculino) e R$ 20 (feminino)
.
3 de maio, sábado
BPM na Praça da Estação
Onde: Praça Rui Barbosa, s/n (Praça da Estação) - Centro - Belo Horizonte - MG Quando: das 14h às 22h
Quanto: entrada franca

Mais de 600 mil internautas baixaram o novo single do Coldplay

O novo single do Coldplay, "Violet Hill", foi baixado por mais de 600 mil internautas nas primeiras 24 horas em que esteve disponível para download em seu site oficial, na última terça-feira (29), segundo o site britânico New Musical Express.

A música faz parte do novo álbum da banda liderada por Chris Martin, "Viva La Vida or Death and All His Friends", que será lançado em junho. É o primeiro disco de estúdio do Coldplay desde "X&Y" (2005) e o single ficará liberado para download durante uma semana.

Radiohead diz que não dará música de graça de novo

O vocalista do Radiohead, Thom Yorke, disse que a banda não repetirá a experiência de deixar os fãs pagarem o quanto quiserem pelos downloads de suas músicas, como fizeram em outubro do ano passado com o disco In Rainbows. A iniciativa foi um marco no mundo da música e fez tremer os executivos da indústria fonográfica.

"Acho que foi uma reposta para uma situação particular", disse Thom Yorke ao jornal americano The Hollywood Reporter.

"Tomamos essa decisão quando estávamos numa posição onde todo mundo nos perguntava o que iríamos fazer. Não acho que essa decisão teria a mesma significância se fosse tomada agora, se decidíssemos que daríamos nossas músicas de novo. Aquele foi o momento oportuno", explicou Yorke ao jornal.

A decisão de liberar o álbum inteiro para downloads - pagos ou não, dependendo da boa vontade do fã - foi tomada logo após a banda deixar sua antiga gravadora, a EMI.

Desde então, o Radiohead não falou muito sobre o sucesso da experiência, se houve ou não muitos fãs que pagaram pelos downloads. De qualquer forma, quando In Rainbows foi lançado no tradicional formato de CD o disco atingiu o pico das paradas americanas e inglesas.

Outros artistas fizeram distribuições similares após a iniciativa vanguardista do Radiohead.

Recentemente, a banda inglesa Coldplay liberou o download gratuito de seu novo single - Violet Hill, do próximo álbum Viva La Vida -, o que resultou numa queda de seu website devido à alta demanda.

Meses antes, a banda americana Nine Inch Nails passou por uma experiência bastante parecida ao lançar o álbum Ghosts I-IV.

terça-feira, 29 de abril de 2008

Secretaria do Rio não autoriza evento 'Tributo a Cazuza'

O subsecretário Geral de Segurança, Márcio Derenne, indeferiu na tarde desta terça-feira o pedido de autorização para o evento em homenagem aos 50 anos de Cazuza, que aconteceria na Praia de Copacabana, na quinta-feira, dia 1° de maio.

Apesar da autorização por parte da Prefeitura, a Polícia Civil não deu aval para a realização do show. "A estimativa de público fornecida por eles (70 mil) é inferior à quantidade de pessoas que deve comparecer ao evento, considerando a qualidade dos artistas que se apresentarão", explica a delegada da 12ª DP (Copacabana), Martha Rocha, que negou o pedido alegando falta de informação e devido às reclamações das associações de moradores do bairro.

"Se não rolar, a gente vai lá para o Baixo Leblon tomar um chope", brincou o saxofonista George Israel, um dos músicos convidados e co- autor de Brasil, um dos maiores hits da carreira de Cazuza.

O show em homenagem ao cantor e compositor faz parte do projeto Tim Música, que nos três últimos anos levou a Copacabana atrações gratuitas para celebrar o 1º de Maio.

Midnight Oil deve remasterizar parte de seu catálogo dos anos 1980

Pelo que informou o site Billboard.com, os australianos do Midnight Oil darão um trato especial em alguns de seus principais discos. Depois da caprichada reedição de Diesel and Dust (1987), o guitarrista Jim Moginie disse que o grupo deve remasterizar mais seis discos da fase pré-anos 1990.

Os discos, entretanto, serão lançados apenas via iTunes, e não em CD. Até 1990, ano em que saiu Blue Sky Mining, o Midnight Oil já havia lançado oito títulos, entre EPs e LPs. Segundo Moginie, o material da década de 1990 não foi incluído por ter boa qualidade de masterização.

Ele ainda complementou dizendo que, apesar da nova edição de Diesel and Dust ter vindo com uma faixa inédita de bônus, Gunbarrel Highway, e um DVD com um documentário, os próximos discos não devem trazer extras.

Resgatar o passado do Midnight Oil fez Jim Moginie sentir vontade de voltar a tocar com seus colegas de grupo. A última vez que dividiram um palco foi em 2005, em prol das vítimas do tsunami. Entretanto, como cada um deles está envolvido em um projeto específico, não há possibilidade de uma reunião. O Midnight Oil está parado desde 2002, quando o vocalista Peter Garrett preferiu cuidar de sua carreira política.

Metallica pode lançar discos pela internet

O Metallica tem se mostrado mais maleável em relação à internet e suas possibilidades. Famoso por combater a troca gratuita de músicas virtuais, o grupo admitiu poder lançar seus discos na rede mundial de computadores, como já fizeram Radiohead e Nine Inch Nails.

Entretanto, isso ainda não acontecerá com o material inédito que deve ser lançado até setembro, pela gravadora Warner Music.Há cerca de oito anos, o Metallica ganhou a mídia quando partiu para a briga contra o Napster. O estopim foi a descoberta de que uma de suas demos, a da música I Disappear, estava sendo compartilhada através desse site. Em 2001, o grupo conseguiu resolver seu problema com a extinção do Napster.

A polêmica briga rendeu opiniões diversas a respeito. Alguns criticaram o Metallica por acharem que o grupo agiu contra os fãs; outros apoiaram. Enfim, agora, os pioneiros do thrash metal parecem estar revendo seus conceitos em relação à troca gratuita de áudio pela internet.

Apesar dos apelos de boicote, Black Eyed Peas vai tocar na China

Will.I.Am, do Black Eyed Peas, disse à BBC News que sua banda vai tocar na China, apesar de todos os apelos de boicote da classe artística mundial por conta do histórico de violação de direito humanos do país.

Condena as sanções da China em cima do Tibet, mas questionou se é certo "punir o país inteiro" por isso.

"Se os EUA quer mesmo fazer alguma diferença, deveriam parar de importar produtos chineses", disse Will.I.Am.

"Tem esse lance de boicotar a China, querem boicotar os jogo olímpicos, mas por que o povo tem que ser punido se ele não tem nada a ver com o que está acontecendo", o músico questionou. "Se você boicota a China, quando é que vão boicotar os EUA pelo que estamos fazendo no Iraque?", alfineta.

A última vez que o Black Eyed Peas, que conta com a cantora Fergie, tocou na China foi em 2006 e seu retorno está marcado para junho deste ano.

Black Eyed Peas - Pump It



Gravadoras processam site que busca músicas na Internet

Nove grandes gravadoras voltaram a abrir processo contra um provedor de música online, acusando a Project Playlist de "violação maciça" de seus direitos autorais sobre canções de artistas como U2 e Gwen Stefani.

A Project Playlist (http://www.projectplaylist.com) permite que seus usuários encontrem, executem e troquem música com outros usuários da Internet facilmente e de graça, de acordo com o processo aberto no tribunal federal de Manhattan.

O site compila um vasto índice de canções na Internet, e os usuários podem "rápida e facilmente buscar gravações de seus artistas favoritos no índice. Basta um clique e o Project Playlist instantaneamente executa as canções em formato digital na máquina do usuário, seja computador ou aparelho portátil", alega o processo.

"A Project Playlist também começou a otimizar seu site para uso em iPhones e iPods", alegam as gravadoras no processo.

A empresa, afiliada da KR Capital Partners, também permite que os usuários divulguem suas playlists pessoais em sites de redes sociais como MySpace, Facebook e Blogger, segundo o processo. As gravadoras afirmam que o site projectplaylist.com recebe mais de 600 mil usuários ao dia, com cerca de 9,5 milhões diários de páginas visitadas.

"Em resumo, todo o negócio (da Project Playlist) não é mais que uma imensa violação dos direitos autorais das gravadoras", alegam os queixosos.

As gravadoras pedem uma ordem que proíba a Project Playlist de continuar a oferecer música aos seus usuários gratuitamente, e também querem indenização que não foi especificada na ação.

As tentativas de contato com a Project Playlist não foram respondidas.

As nove gravadoras são Atlantic Recording, Elektra Entertainment e Warner Bros., do Warner Music Group; Capitol Records, Priority Records e Virgin Records America, do EMI Group; e Interscope Records, Motown Record e UMG Recordings, do Universal Music Group, subsidiária da Vivendi.

DETONAUTAS "O Retorno de Saturno"

Em seu quarto álbum de estúdio, o Detonautas renova sua identidade sonora e aparece mais melódico e emotivo. Demérito algum para a banda carioca formada em 1997, pois a atitude inerente ao padrão roqueiro carioca é suplantada com louvor pela faceta mais calma que a banda apenas enunciava em seus primeiros lançamentos.

Musicalmente, o disco impacta pela ausência da distorcida psicodelia cheia de testosterona com a qual o grupo se notabilizou desde os primórdios. Com veladas menções a esoterismo e temas mais rebuscados, o líder da banda Tico Santa Cruz também se mostra um letrista mais maduro e demonstra maior eficiência na elaboração de suas composições. Assim abre espaço a um escriba que a cada novo álbum destaca-se acima da média do tradicional lirismo pueril do pop rock mainstream.

E a música do grupo também soa mais vigorosa, apesar da enfatizada delicadeza dos temas. Pois os músicos que secundam o cantor -- Renato Rocha (guitarra), DJ Cléston (toca-discos), Tchello (baixo) e Fábio Brasil (bateria) -- também interagem de forma mais coesa, cientes de seu trabalho de dar embasamento musical aos temas propostos pelo vocalista. Há espaço até para um velado vaudeville roqueiro, musicalidade distinta à sonoridade pregressa do grupo, sem ranço pretensioso ou resvalo no humorismo involuntário - à exceção da ironia infantil da canção "Eu vou vomitar em Você".

No primeiro álbum do grupo pela gravadora Sony BMG, o letrista Tico Santa Cruz ainda demonstra limitações menores em seus textos -- sua maturidade intelectual como letrista é um processo que se realiza gradativamente. No entanto, a ousadia de não temer dar passos maiores ou mesmo de adentrar no terreno pantanoso do pastiche lhe garante um lugar de destaque para este trabalho na discoteca básica do rock popular brasileiro contemporâneo.

Produzido pela própria banda, Tomás Magno e Fernando Magalhães, "O Retorno de Saturno" destaca temas pungentes como a faixa-título, "Nada é Sempre Igual", "Verdades do Mundo", "Oração do Horizonte", "Soldados de Chumbo" e "Ensaio sobre a Cegueira". As rádios FMs brasileiras têm em suas mãos um trabalho que evidencia o gradativo amadurecimento de toda uma geração roqueira, tendência que se torna regra no panorama no pop rock nacional vigente.

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Coldplay oferece single novo para download gratuito

A banda britânica Coldplay anunciou em seu Web site que vai distribuir gratuitamente pela Internet o primeiro single de seu álbum novo.

Uma nota postada no site www.coldplay.com diz que os fãs poderão descarregar o single "Violet Hill", do álbum "Viva La Vida or Death And All His Friends", gratuitamente por uma semana, a partir da terça-feira (29). O álbum será lançado na Grã-Bretanha no dia 12 de junho.

A banda também anunciou que fará dois shows com entrada gratuita: um na Brixton Academy, em Londres, em 16 de junho, e outro no Madison Square Garden, em Nova York, em 23 de junho.

A novidade é a mais recente tentativa dos músicos de conquistar fãs e exposição na mídia com a ajuda de novas iniciativas de marketing.

No ano passado Prince entregou seu álbum "Planet Earth" gratuitamente, como encarte de um jornal semanal. Com isso, irritou as lojas varejistas de música e a gravadora, que tinham um acordo para distribuir o álbum.

Uma versão em vinil de sete polegadas de "Violet Hill" também será distribuída gratuitamente na capa do semanário musical NME em 7 de maio.

A banda Radiohead encabeçou as paradas de álbuns na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos depois de ter inicialmente oferecido aos ouvintes a chance de pagar o que quisessem para descarregar o álbum "In Rainbows".

Enquanto as bandas procuram novas maneiras de vender sua música e manter contato com seus fãs, especialmente pela Internet, as gravadoras se esforçam para não ter prejuízos. Por causa das mudanças no setor, elas perderam vários artistas e bandas importantes com os quais trabalhavam.

Madonna é dona de números invejáveis

O primeiro single de Hard Candy (2008), 4 Minutes foi lançado às 16h04 de 4 de abril. Na música, Madonna conta o tempo que resta para salvar o mundo. Desde que se envolveu com a cabala, a cantora parece obcecada com números. Veja a seguir as cifras e números astronômicos acumulados ao longo da carreira da cantora.

1 Oscar pela canção You Must Love Me, trilha sonora do filme Evita (em que também atuou) foi recebido pela cantora em 1997.

7 turnês mundiais foram realizadas pela cantora até hoje: The Virgin Tour (1985), Who's That Girl Tour (1987), Blond Ambition Tour (1990), The Girlie Show Tour (1993), Drowned World Tour (2001), The Re-Invention Tour (2004) e Confessions Tour (2006).

11 álbuns compõem a discografia da cantora: Madonna (1983), Like a Virgin (1984), True Blue (1986), Like a Prayer (1989), Erotica (1992), Bedtime Stories (1994), Ray of Light (1998), Music (2000), American Life (2003), Confessions on a Dancefloor (2005) e Hard Candy (2008).

9 são os prêmios Grammy que Madonna recebeu em 26 anos de carreira.

37 foi o número de vezes em que Madonna emplacou sua música no Top 10 das paradas mundiais, batendo o recorde de Elvis Presley.

1958 é o ano em que a rainha do pop nasceu. Em agosto de 2008, ela completará 50 anos.

1993 foi o ano em que Madonna passou pelo Brasil com a turnê The Girlie Show.
1,4 milhões de cópias foram vendidas de SEX, o controverso livro de fotos da cantora, em apenas seis meses.

US$ 120 milhões é o valor do contrato que Madonna assinou em 2005 com a promotora de espetáculos Live Nation.

200 milhões de discos vendidos no mundo inteiro. O que faz Madonna ser "a cantora mais bem-sucedida da mundo", segundo o Guinness, o livro dos recordes.

R$ 996 milhões é em quanto está estimada a fortuna de Madonna.

domingo, 27 de abril de 2008

Phil Collins anuncia que não mais fará turnês ou discos

O cantor e compositor Phil Collins anunciou sua aposentadoria e não fará mais excursões ou gravações, segundo o site britânico New Musical Express. O músico completou uma turnê de reunião com o Genesis e declarou que se interessa mais por sua memorabilia da Batalha do Álamo do que por música.

Collins notabilizou-se como baterista do Genesis, banda da qual se tornou vocalista após a saída do cantor Peter Gabriel em meados dos anos 70. Também foi o principal responsável pela guinada pop da banda nos anos 80. Fez sua estréia como artista solo com o álbum "Face Value" (1981) e desde então emplacou vários sucessos individuais como "In the Air Tonight", "Against All Odds", entre outros.
.
Vale a pena recordar um grande sucesso de Phil Collins - Sussudio



sábado, 26 de abril de 2008

Nova música do Coldplay chega às rádios inglesas semana que vem

Uma nova música do Coldplay, primeiro single de seu novo álbum de canções inéditas, poderá ser ouvido na semana que vem. A faixa, chamada "Violet Hill", será trasmitida pela rádios inglesas BBC e XFM a partir da próxima terça-feira, dia 29.

"Violet Hill" estará disponível para download a partir do dia 05 de maio e no dia 07 será distribuído gratuitamente com a edição do semanário New Musical Express em vinil acrescido de uma faixa exclusiva. A música deve ganhar em breve um clipe filmado na Itália, segundo a imprensa local.

O novo álbum da banda de Chris Martin, Viva La Vida Or Death And All His Friends, está previsto para ser lançado em 17 de junho. Quarto trabalho de estúdio do grupo inglês, ele teve o nome inspirado na pintora mexicana Frida Kahlo e sua capa trará uma imagem do artista francês Eugène Delacroix.

Confira abaixo a lista de faixas de Viva La Vida Or Death And All His Friends:

"Life In Technicolor"
"Cemeteries Of London"
"Lost!"
"42"
"Lovers In Japan/Reign Of Love"
"Yes"
"Viva La Vida"
"Violet Hill"
"Strawberry Swing"
"Death And All His Friends"

Madonna libera músicas do novo disco para audição na internet

Um dia depois do lançamento mundial de seu mais novo álbum, “Hard candy”, os fãs de Madonna poderão ouvir o disco na íntegra na internet.

A cantora decidiu liberar todas as músicas para audição em sua página no MySpace na próxima terça-feira (29). O streaming completo das canções ficará disponível na rede até o dia 5 de maio.

O novo trabalho da diva pop tem produção de Pharrell Williams, Timbaland e Nate "Danja" Hills, além de uma participação de Justin Timberlake.

"Hard candy", 11º trabalho de estúdio da carreira de Madonna, é o sucessor de "Confessions on a dance floor", que estreou no número um da parada norte-americana em novembro de 2005 e vendeu mais de 8 milhões de cópias.

“Four minutes”, o primeiro clipe desta nova fase, tem participação de Timberlake e do produtor Timbaland. O vídeo mostra a cantora vestida de preto, com botas de salto alto andando sobre mesas e fazendo passos de dança sobre capôs de carros.

"Beat goes on", "Candy shop", "Increadible", "Give it 2 me" e "Heartbeat" são algumas das faixas do novo álbum.

sexta-feira, 25 de abril de 2008

Amy Winehouse é presa por agressão

Amy Winehouse foi presa nesta sexta-feira (25) sob acusação de ter agredido um homem de 38 anos em Camden, norte de Londres, no início desta semana.

O porta-voz da Scotland Yard disse que uma mulher de 24 anos foi detida suspeita de agressão após comparecer a uma delegacia de polícia na capital inglesa. Ela foi voluntariamente a uma delegacia e está neste momento sob custódia da polícia.

Vencedora do Grammy, a cantora tem uma vida pessoal bastante conturbada e luta contra o vício em drogas, que a expõe mais do que o sucesso de suas músicas.

Sua chegada à delegacia foi acompanhada por diversos paparazzi e repórteres. Ela não fez nenhum tipo de comentário à imprensa.

Segundo tablóides, um homem disse que foi atingido ao entrar na frente da cantora, que jogava sinuca em bar de Camden. E supostamente deu uma cabeçada em outro que tentava arranjar um táxi a ela nas primeiras horas da quarta-feira (23).

A visita da polícia aconteceu no mesmo dia em que seu marido, Blake Fielder-Civil, 25, compareceu ao tribunal de Snaresbrook Crow acusado de tentar dificultar o trabalho da Justiça e causar sérios danos corporais a um homem durante uma briga. Blake nega as acusações.

Winehouse, cuja fortuna foi estimada em 10 milhões de libras na última lista de mais ricos do jornal "Sunday Times", deve comparecer à audiência do marido, disse o porta-voz dela à Reuters. Ela também foi a grande vitoriosa no último Grammy, a principal premiação da indústria fonográfica norte-americana

Festival espanhol terá estréia oficial do Cavalera Conspiracy

Todas as atenções da comunidade metaleira mundial estarão voltadas para Getafe, município ao lado de Madri, Espanha, no dia 30 de maio, data da edição inaugural do Electric Weekend Festival.
O evento trará a primeira apresentação oficial do Cavalera Conspiracy, novo projeto de Max e Iggor Cavalera. Os irmãos fundadores do Sepultura não atuavam juntos desde 1996, quando Max deixou o grupo por divergências entre sua esposa e empresária e os outros três integrantes. Iggor se desligou do quarteto dez anos depois.

Max (guitarra e voz), Iggor (bateria) e seus dois novos companheiros Joe Duplantier (baixo) e Marc Rizzo (guitarra) divulgam “Inflikted” (nome anterior do CC), álbum lançado no final de março pela Roadrunner, mesma gravadora que editou a maior parte dos discos do Sepultura e todos do Soulfly, banda que Max mantém desde 1997. Foi antes de uma apresentação do Soulfly, aliás, que o Cavalera Conspiracy deu sua primeira canja, em agosto do ano passado, em um festival ocorrido em Tempe, Arizona (EUA).

Conforme antecipou o vocalista em uma recente entrevista concedida na Hungria, “Inflikted” lembra o peso de “Arise” (1991), um dos itens mais celebrados da discografia do Sepultura em sua formação clássica (com Andreas Kisser e Paulo Jr., além dos Cavalera). Algumas de suas faixas podem ser escutadas no site oficial da banda, onde também estão publicadas as outras datas da turnê européia da banda.

O Electric Weekend trará uma programação bastante recheada para amantes do som pesado Além da estréia do Cavalera Conspiracy, participam do evento figuras carimbadas como Metallica, Queens of the Stone Age, Serj Tankian e Machine Head; ícones que também voltaram à ativa recentemente após anos de espera, como os precursores do punk rock Iggy Pop e seus Stooges e o politizado Rage Against the Machine, também estão escalados.

Sábado tem "O Som da Tribo"

quinta-feira, 24 de abril de 2008

Keep on Rising (Jay - J feat. Latrice) Music Video

The Police cria concurso para bandas que querem voltar

O cantor Sting, do The Police, lançou um concurso para bandas que terminaram e querem voltar a tocar. O vencedor da competição tocará com o grupo em um festival em Londres.

O concurso One Last Dream (Um último sonho), promovido pela emissora Virgin Radio, está aberto às bandas que, por algum motivo, foram desmanchadas no passado e querem reviver a experiência de se apresentar novamente.

Para participar do concurso, os candidatos devem se cadastrar no site da emissora enviando detalhes da banda e gravações.

A Virgin Radio também está oferecendo uma ajuda, através de seu site, na qual os músicos podem tentar encontrar membros do grupo.

Uma banca de jurados da rádio vai escolher três finalistas que serão divulgados em um programa da emissora. Os ouvintes, então, terão a chance de escolher o vencedor, que será divulgado em maio.

Segundo Virgin Radio, desde o momento em que a competição foi anunciada por Christian O´Connell, em seu programa Breakfast Show, a emissora recebeu várias ligações e e-mails de bandas antigas interessadas em resgatar o passado.

O festival Hard Rock Calling acontecerá em junho no Hyde Park, na capital inglesa. Além do The Police, o evento contará também com Eric Clapton.

Rolling Stones podem se separar

Depois de uma carreira de 45 anos, os Rolling Stones podem se separar de uma vez por todas. Segundo o jornal inglês Daily Mail, o relacionamento entre o vocalista Mick Jagger e o guitarrista Keith Richards estaria deteriorado de tal forma que dificilmente a banda realizará novas apresentações.


O motivo das tensões seria a incompatibilidade das personalidades dos dois músicos, que há décadas sedimenta uma indisposição aguda entre Jagger e Richards.


De acordo com o jornal britânico, os problemas se agravaram no último mês. Richards, notório por criticar em público o vocalista, tem recebido respostas pouco amistosas de Jagger.


Sobre a autobiografia de Richards, que teve seu lançamento anunciado recentemente, Jagger comentou: "será interessante. Quer dizer, acho que uma pessoa deveria se lembrar da própria vida para depois poder escrevê-la", fazendo menção à memória danificada por anos de abuso de drogas do guitarrista.


Há poucos meses, Richards acusou Jagger de ser "presunçoso" e "obcecado pelo controle e pelo poder".


Segundo Richards, "Mick é um maníaco, não consegue se levantar pela manhã sem saber quem irá chamar primeiro". E ainda disse: "eu, pelo contrário, penso simples, 'graças a Deus estou acordado' e espero pelo menos três horas antes de fazer qualquer coisa".


O histórico de discussões em público dos dois músicos é longo. Em 2003, o guitarrista criticou duramente o vocalista por aceitar o título de Sir conferido pela rainha Elizabeth II. O cantor replicou dizendo que Richards estava se comportando como "uma criança que reclama por que não ganhou o sorvete".


Fonte: Terra

Mariah Carey volta ao topo das paradas nos EUA

A cantora Mariah Carey conseguiu retomar o topo das paradas americanas, colocando mais um disco, o recém-lançado E=MC2, em primeiro lugar.

E=MC2 vendeu quase 463 mil cópias em apenas uma semana, segundo informações do ranking Nielsen Soundscan. Com isso, Mariah fez o melhor lançamento do ano, até o momento, além de ter batido um recorde de vendagens em um período de sete dias na sua carreira.

Mariah Carey agora empata com Madonna e Janet Jackson no 2º lugar do ranking de artistas femininas que mais tiveram discos número um nos Estados Unidos. O primeiro lugar é de Barbra Streisand, com oito álbuns.

A liderança de Mariah só deve ser abalada na próxima semana, quando Madonna lança seu Hard Candy, com grandes chances de alcançar o primeiro lugar, uma vez que o single 4 Minutes já entrou no top 10 das paradas americanas.
Fonte: Terra

Judas Priest lança o álbum duplo "Nostradamus" em junho

A banda inglesa Judas Priest lança em junho o álbum de inéditas "Nostradamus". O trabalho é um álbum duplo conceitual e narra de forma alegórica a vida de Nostradamus, profeta francês do século 16, que supostamente antecipou acontecimentos como um grande incêndio em Londres em 1666, a ascensão de Adolf Hitler e os atentados de 11 de setembro, entre outros eventos históricos.

O download da faixa-título do álbum pode ser feito no site Reverb Nation.

O Judas Priest é formado por Rob Halford (voz), Glenn Tipton e K.K. Downing (guitarras), Ian Hill (baixo) e Scott Travis e já lançou álguns clássicos como "Sad Wings of Destiny" (1976), "British Steel" (1980), "Screaming for Vengeance" (1982), "Painkiller" (1990), entre outros.

A banda já excursionou pelo Brasil em três ocasiões diferentes, a última vez foi em 2005, promovendo o álbum "Angel of Retribution" (2005).

Rock in Rio de Madri criará 'floresta' para lutar contra o aquecimento global

O festival Rock in Rio não quer ser só mais um grande evento musical, também quer realizar ações sociais, que este ano terão como foco o combate ao aquecimento global: a idéia é criar uma "floresta" em Madri, com a plantação de 50 mil árvores.

O festival, que acontece nos dias 27 e 28 de junho e 4, 5 e 6 de julho em Arganda del Rey, perto de Madri, busca desde 2001 "usar seu impulso midiático e de seus representantes a favor de uma mesma mensagem", afirmou nesta quarta-feira (23) a vice-presidente do festival, Roberta Medina, filha de Roberto Medina.

Criado em 1985, o Rock in Rio decidiu em sua edição de 2001 incorporar uma dimensão social, que desde então se traduziu em diferentes iniciativas. Em Madri, os organizadores planejam a criação de uma "floresta da música" em Arganda del Rey.

O objetivo do projeto, "que terá também áreas recreativas", é "educar a população sobre as alterações climáticas".

O Rock in Rio já havia começado os trabalhos de reflorestamento de parte de Los Pinares, do Ducado de Medinaceli, na província de Guadalajara (Castilla-La Mancha, centro), que em 2005 sofreu um devastador incêndio que arrasou 13 mil hectares e causou a morte de 11 bombeiros.

O Festival anunciou também medidas para tentar reduzir ou compensar as emissões de dióxido de carbono geradas pela realização do evento, como o incentivo ao transporte público para quem for à "Cidade do Rock" assistir aos shows.

A edição deste ano terá Alanis Morissette, Lenny Kravitz, The Police, Tokio Hotel, Jamiroquai, James Morrison, Ivete Sangalo, Franz Ferdinand, Amy Winehouse e Shakira, entre outros.

quarta-feira, 23 de abril de 2008

Vídeo raro de Lennon vira objeto de disputa judicial

Imagens em que John Lennon aparece fumando maconha, escrevendo músicas e cogitando jogar LSD no chá de Richard Nixon são a peça central de um processo judicial que começa a ser julgado na semana que vem em Boston.

O caso opõe a viúva de Lennon, Yoko Ono, à empresa World Wide Vídeo, com sede em Lawrence (Massachusetts), que alega ser a dona das nove horas de material bruto sobre Lennon e Yoko, filmado semanas antes do fim dos Beatles, em 1970.

A World Wide, formada por colecionadores de coisas dos Beatles da Nova Inglaterra, pretende lançar as imagens em preto e branco na forma de um filme de duas horas, chamado "Três dias na vida", mostrando uma fase turbulenta de uma das bandas mais importantes da década de 1960.

A revista "Rolling Stone" qualifica o material como "incríveis imagens de John Lennon que você pode nunca ver."

A empresa, que pagou mais de US$ 1 milhão pelo material (incluindo custos legais e outros gastos) quase o estreou em 2007 na Academia Berwick, no Maine, mas desistiu na última hora porque advogados de Yoko apareceram na escola dizendo deter os direitos sobre o filme.

A World Wide então abriu processo contra Yoko no Tribunal Distrital de Boston por violação de copyright. A audiência preliminar está marcada para 30 de abril.

Segundo os documentos judiciais, a World Wide disse ter comprado, em 2000, 24 fitas e seus respectivos direitos de Anthony Cox, que foi marido de Yoko antes de ela se casar com Lennon, em 1969.

Cox filmou as imagens entre 8 e 11 de fevereiro de 1970 no sítio de Lennon na Inglaterra, para um documentário que pretendia realizar.

Imagens históricas
Nessas imagens, Lennon aparece compondo duas canções de sucesso, "Remember" e "Mind games", e fala abertamente do uso de drogas, em cenas que a World Wide qualifica como "íntimas e sem barreiras".

A World Wide diz que o material foi roubado pouco após a aquisição das fitas, junto com dez cópias. Em 2001, a empresa abriu um processo civil contra um homem de New Hampshire que aceitara devolver as cópias e localizar os originais, segundo documentos judiciais.

As fitas originais atualmente estão sob a posse de Yoko. Numa contra-ação, advogados alegam que Yoko comprou o material legalmente da World Wide por intermédio de um homem da Flórida, apontado como réu no processo aberto pela empresa.

terça-feira, 22 de abril de 2008

Madonna feat Justin Timberlake - 4 Minutes

Radiohead prepara show ecologicamente correto

A banda britânica Radiohead fará um 'show verde' na próxima quarta-feira no popular talk show Late Night with Conan O'Brien, do canal norte-americano NBC.

Ao invés de embarcar num vôo para os EUA para gravar a apresentação, a banda preferiu gravar em seu próprio estúdio em Londres com a intenção de diminuir sua Pegada de Carbono - a medida de quanto uma pessoa ou uma organização emite de carbono em suas atividades diárias.

A apresentação do Radiohead no programa de O'Brien é parte da Semana Verde, campanha ambientalista da NBC.

Guns 'N Roses negocia lançamento de novo álbum

Segundo mensagem publicada no site da banda, o Guns N' Roses estaria em fase de "negociação" para lançar o já lendário Chinese Democracy, seu próximo disco.

A mensagem não dá detalhes da tal negociação ou divulga uma nova data de lançamento para Chinese Democracy, que supostamente veria a luz do dia em março de 2007, lançaod pela Interscope.

Em outra mensagem, é desmentido o rumor de que as gravações e o lançamento de Chinese Democracy seria o tema de um novo reality show. Segundo o site, "não há verdade nenhuma nisso".

A banda, cujo único membro original restante é o vocalista Axl Rose, não lança nenhum trabalho inédito desde 1991. A feitura de Chinese Democracy já dura quase 15 anos e antes mesmo de ser lançado já ganha contornos míticos.

Charlie Brown Jr., Maria Rita e NX Zero lideram indicações ao Prêmio Multishow

Capital Inicial, Charlie Brown Jr., Maria Rita, NX Zero e Vanessa da Mata lideram as indicações ao 15º Prêmio Multishow de Música Brasileira. A premiação está marcada para o dia 1º de julho no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Os cinco artistas vão concorrer em quatro categorias cada um.

Depois de três meses de votação aberta, em que o público pôde escolher, via internet, os seus preferidos, a segunda fase de votação acontecerá entre os dias 23 de abril e 30 de junho, quando os fãs poderão novamente votar, pelo multishow.com.br, em um dos cinco finalistas nas categorias revelação, cantor, cantora, grupo, CD, DVD, clipe, instrumentista e show.

A cantora baiana Pitty concorre nas categorias melhor CD, melhor clipe e melhor DVD. Já banda de Cuiabá Vanguart está concorrendo na categoria revelação, ao lado de Strike, Diogo Nogueira, Scracho e Ana Cañas. O CPM22 concorre por melhor CD, melhor clipe e melhor grupo.

O evento apresentará também um homenageado do ano. Em 2007, quando se completaram 10 anos de sua morte, a figura escolhida foi o cantor pernambucano Chico Science.

Confira abaixo a lista dos indicados:

Melhor música
“Tá perdoado” – Maria Rita
“Pela última vez” – NX Zero
“Exttravasa” – Babado Novo
“Boa sorte/Good luck” – Vanessa da Mata
“Não precisa mudar” – Ivete Sangalo e Saulo Fernandes

Melhor CD
CPM 22 – “Cidade cinza”
Maria Rita – “Samba meu”
Capital Inicial – “Eu nunca disse adeus”
Vanessa da Mata – “Sim”
Pitty – “(Des)concerto ao vivo”

Melhor clipe
NX Zero – “Pela última vez”
Pitty – “Pulsos” Capital Inicial – “Aqui”
CPM 22 – “Nossa música”
Charlie Bown Jr. – “Pontes indestrutíveis”

Melhor DVD
“Multishow ao Vivo” – Ivete no Maracanã
Pitty – “(Des)concerto ao vivo”
Zélia Duncan – “Pré pós tudo bossa band”
Cidade do Samba – “Vários”
Paralamas do Sucesso – “Ao vivo Rock in Rio I (1985)”

Melhor cantora
Ana Carolina
Claudia Leite
Ivete Sangalo
Maria Rita
Vanessa da Mata

Melhor show
Ana Carolina – Dois Quartos
Rita Lee – Pic Nic
Vanessa da Mata – Sim
Charlie Brown Jr. – Ritmo, Ritual e Responsa

Melhor grupo
NX Zero
Charlie Brown Jr.
CPM 22
Jota Quest
Natirruts

Melhor cantor
Di Ferrero (NX Zero)
Samuel Rosa
Caetano Veloso
Dinho Ouro Preto (Capital Inicial)
Chorão (Charlie Brown Jr.)

Revelação
Strike
Ana Cañas
Vanguart
Diogo Nogueira
Scracho

Instrumentista
Davi Moraes – guitarra
Marco Túlio – guitarra – Jota Quest
Radamés Venâncio – piano – Ivete Sangalo
Yves Passarell – guitarra – Capital Inicial
Bino – baixo – Cidade Negra

Sony BMG se une ao serviço de downloads de músicas da Nokia

A Nokia anunciou hoje que assinou umacordo com a segunda maior companhia fonográfica do mundo, a SonyBMG, que permitirá o download ilimitado durante um ano de arquivosmusicais através do serviço "Nokia Comes With Music".

A Nokia, o maior fabricante mundial de celulares, lançou oserviço em dezembro, mas ele é compatível a um número limitado demodelos.

A partir de agora os usuários que comprarem um telefone celularcompatível terão acesso durante um ano ao enorme catálogo musical daSony BMG e poderão baixar todas as canções que quiserem tanto em seuaparelho como no computador.

Além disso, poderão salvar os arquivos musicais assim queterminarem os 12 meses da promoção.

"Por ser uma das maiores companhias fonográficas do mundo, nossacolaboração com a Sony BMG indica que podemos oferecer um enormecatálogo de música de artistas internacionais e locais", declarouTero Ojanperä, diretor da Nokia Entertainment.

A assinatura do acordo é mais um passo na estratégia do grupofinlandês de se concentrar cada vez mais na oferta de serviços paragerar receitas adicionais às da venda de aparelhos.

"Achamos que este modelo de negócio estimulará os usuários aexperimentarem uma ampla gama de material, ampliará seus gostosmusicais e fará com que escutem mais música do que nunca", declarouo diretor de negócios digitais da Sony BMG, Thomas Hesse.

Em dezembro, a Nokia assinou um acordo semelhante com amultinacional Universal Music, assim o gigante finlandês já cooperacom as duas companhias que controlam cerca de metade do mercadomusical mundial.

O ex-Beatle Ringo Starr lança "Liverpool 8"

O ex-Beatle Ringo Starr contempla a velhice e acena à meca
primordial dos Beatles em seu novo trabalho autoral, "Liverpool 8". É seu 14º álbum e mostra o artista em boa forma, com um repertório de doze canções que remonta aos dias de hoje o espectro sonoro de seu antigo grupo, aos moldes de seu ex-baterista.

Sem ranço de quem é aprisionado no passado, Ringo parece lidar muito bem com o passar dos anos e isso transparece nas reflexões incutidas nos doze temas de "Liverpool 8" -- das letras ponderativas ao clima típico de "Tempos Modernos" revisitados, sugerido pela fotografia central do encarte do CD.

O álbum também faz conexões com o pop de "Octopuss's Garden", canção de "Abbey Road" (1969) e uma de suas bissextas colaborações autorais junto aos Beatles, sem que isso rescinda ao mofo passadista, pois o arcabouço pop das canções do grupo é trabalhado de forma inteligente, sem que isso signifique emular a si próprio.

No álbum, Starr conta com a colaboração dos produtores Mark Hudson, seu parceiro de longa data, e Dave Stewart (ex-Eurythmics). Junto a Ringo, os dois se encarregam da direção musical deste disco, que figura dentre os destaques da discografia do ex-Beatle.

"Liverpool 8" é daqueles discos que soam melhor a cada nova audição e periga daqui a alguns anos ser considerado um dos melhores registros da personalidade do quarto Beatle em disco. Pois também enuncia a linhagem evolutiva de sua recente discografia solo, que atualizou a imagem pública de Ringo como artista pop em álbuns como "Vertical Man" (1998), "Ringorama" (2003) e "Choose Love" (2005).

Longe de parecer trilha sonora de baile de terceira idade, o que também não seria demérito algum, "Liverpool 8" mostra o Beatle mais desencanado refletindo sobre o passar dos anos, com o devido desapego que lhe é característico desde o auge da fama. E os ideais sessentistas de paz e amor ressaltados em alguns temas do disco reforçam ainda mais esta perspectiva.

Isso faz do álbum um lançamento atemporal pois, ao promover considerações sobre a vida que segue, Ringo Starr observa os retratos amarelados de seu passado glorioso e os colore com novas tonalidades, típicas do quase septuagenário que é.

Afinal, a vida é muitas vezes maior que a arte e Starr, além de testemunha de acontecimentos-chave do século passado, é um sobrevivente da era de ouro da cultura pop.

sábado, 19 de abril de 2008

Saia Rodada hoje no Massicas Indoor

A história da começou no interior do Rio Grande do Norte, de lá pra cá, muita coisa mudou. A banda rompeu fronteiras e ganhou Brasil a dentro. Do segundo CD que através de "Ana Maria" e "Flor do Avelã" fez a banda a chamar a atenção do Nordeste brasileiro aos dias de hoje quando grande parte do país canta todas as faixas do CD Volume 5, muita coisa aconteceu.

O primeiro CD, gravado em 2001 logo se destacou nas rádios e festas do Rio Grande do Norte, tendo "Problema Meu" e "Cara a Cara" como carros-chefe. Ao longo desses 5 anos de estrada, swing, sensualidade, irreverência e ginga sempre foram características marcantes da banda.

Formada por Natália, Raí e os mais recentes contratados: Frank (Cabeludo) e Meyrianny (Meyre), Saia Rodada é a banda do momento, quando se fala em forró. Por onde passa a "pecinha de roupa que é moral", como dizem os fãs apaixonados pelo seu ritmo ímpar, arrasta multidões e coloca todo mundo pra dançar.

O ano de 2005 foi um verdadeiro marco na história da Saia com a gravação do seu primeiro DVD e o seu quinto CD "Saia Rodada Ao Vivo – Volume 5", que rendeu respectivamente discos de ouro e platina duplo, pela venda de mais de 100 mil DVDs e mais de 250 mil CDs. Já em 2006, a banda grava o segundo DVD na cidade de Recife-PE e o recorde de vendas é maior ainda. São mais de 30 shows por mês e uma conta de aproximadamente 400 mil expectadores/mês. Hoje, a banda tem sua agenda comercializada pela Luan Promoções e Eventos, a mesma produtora responsável pelo sucesso da Banda Calypso.

Em dezembro de 2005, a banda estreou em São Paulo com uma agenda de 06 shows programados e todos eles com casas lotadas. E o que é melhor, em plena capital cultural do país o público cantava uma a uma todas as músicas do CD de trabalho da banda.

Hoje, Saia Rodada é sucesso também fora do Brasil. A banda se prepara para o lançamento do DVD 3, gravado em Maceió no estado de Alagoas. Grandes sucessos virão, alguns inéditos como: Mulher Gato. Outros já em primeiro lugar nas rádios, como os sucesos 'Estragaste nosso Amor" e "Beber, Cair e Levantar", Ambas do Cd volume 7, lançado meses antes da gravação do DVD em Meceió. O lançamento do Cd e DVD gravados Ao Vivo Alagoas "O balanço gostoso do forró" já é sucesso em todo Brasil.

Madonna irá ganhar US$ 25 milhões por shows em Dubai

A cantora norte-americana Madonna, de 49 anos, fechou o contrato mais lucrativo de sua carreira ao aceitar finalizar sua turnê mundial com dois shows em Dubai, pelos quais irá receber cerca de US$ 25 milhões – ou US$ 165 mil por minuto –, informou o jornal inglês The Sun.

Segundo o jornal, um dos shows será uma festa particular para um xeque árabe, que pagará US$ 10 milhões pela apresentação.

"Madonna vai quebrar outro recorde ao cantar no show mais lucrativo de sua careira, ou de fato, na carreira de qualquer músico", declarou uma fonte do jornal.
"As negociações para sua apresentação em novembro em Dubai já terminaram e ela irá receber US$ 15 milhões por apenas um show. A cifra é muito elevada devido a seu novo contrato com a Live Nation e os enormes fundos disponíveis dos promotores particulares de Dubai", acrescentou.

"Ela concordou em tocar em uma festa particular em Dubai, a primeira de sua carreira", disse a fonte.

Madonna, que mora em Londres com o marido, o cineasta britânico Guy Ritchie, e seus três filhos, assinou no ano passado um contrato no valor de US$ 120 milhões com a empresa de promoção de shows Live Nation.

Claudia Leitte agita micaretas

Claudia Leitte agitou foliões na micareta de Feira de Santana, na Bahia, o primeiro carnaval fora de época do Brasil, na noite da última sexta-feira (18).

A musa baiana iniciou o percurso por volta das 22h30 animando o Bloco Uau! e também as milhares de pessoas na pipoca.

Fãs da cantora levaram faixas com declarações de amor e apoio a sua nova fase profissional, longe do Babado Novo.

No repertório, recheado de novos e antigos sucessos, o destaque ficou para o novo hit de Claudia Leitte, Extravasa.

Durante o show, a cantora se disse feliz por estar em casa e completou a frase com "a noite é nossa, mas vamos deixar de muita conversa que agora eu não paro mais pra nada".
Hoje (19) Claudinha anima os foliões do Massicas Indoor em Vitória da Conquista, será sua primeira apresentação na cidade depois de estrear sua carreira solo.

sexta-feira, 18 de abril de 2008

Annie Lennox volta às paradas dos EUA depois de 13 anos

A apresentação de Annie Lennox no show beneficente "Idol Gives Back", do reality show "American Idol", na semana passada, colocou a cantora do Eurythmics na parada de singles Hot 100, da Billboard, pela primeira vez em quase 13 anos.
.
Lennox entrou na parada na quinta-feira, na 80ª posição, com sua versão de "Many Rivers to Cross", canção gravada em 1969 por Jimmy Cliff.

Esta música já foi regravada por vários artistas, incluindo Linda Ronstadt, UB40 e Cher, mas nunca tinha aparecido na parada Hot 100.

"Many rivers to cross" é a sexta aparição de Lennox sem os Eurythmics na parada.

Três dessas aparições foram com versões de músicas de outros artistas. A primeira vez foi em 1989, com "Put a little love in your heart", canção de Jackie De Shannon que Lennox regravou com Al Green e chegou ao nono lugar.

Já em 1995, Lennox atingiu a 23ª posição com uma regravação de "No more 'I love you's", do Lover Speaks.

"Diva", seu disco solo de 1992, rendeu dois sucessos naquele ano: "Why" (34º lugar) e "Walking on Broken Glass" (14º lugar). No ano seguinte, "Little Bird" entrou na 49ª posição.

O grupo Eurythmics apareceu 15 vezes na parada Hot 100, começando com o dueto "Sweet dreams (are made of this)", que ficou em primeiro lugar, e terminando com "Don't ask me why", de 1989, que atingiu o 40º posto.

Começa hoje o Massicas Indoor

Começa hoje (18) a maior festa indoor da Bahia, um desfile de estrelas da Axé Music realizada pelo Bloco Massicas. São 3 dias de agito no Parque de Exposições Teopompo de Almeida. Uma super estrutura montada com praça de alimentação, segurança e banheiros químicos. No camarote além de todos os serviços de garçon, open bar, massagens e Salão de Beleza, voce vai curtir o melhor da musica eletrônica com o D.J. David e curtir as principais atrações com uma visão privilegiada.

Neste ano, uma constelação de estrelas da axé music passarão pelo palco principal e pelo trio elétrico na festa. No primeiro dia, sexta-feira 18: Jammil, Voa Dois e banda Negra Cor.


No sábado 19: Chiclete com Banana, para os chicleteiros de plantão, estreando carreira em Conquista Claúdia Leite e pela primeira vez no Massicas Indoor a banda de forró Saia Roda mostrando toda sua versatilidade com o Saia Elétrico.

Domingo: Banda Eva, com Saulo Fernandes, Psirico e Araketu, estreando em Conquista a nova vocalista da banda Larissa Luz.

Você ainda pode comprar o passaporte ou camarote dividido em 5 vezes no cartão na Sede do Bloco, à rua Vivaldo Mendes, ou falar pelo telefone em (77) 3424 1515.

Maiores informações, acesse o site: www.massicasindoor.com.br

quinta-feira, 17 de abril de 2008

Novo disco de Mariah Carey vende 150 mil no 1º dia de lançamento

Na última quarta-feira, o novo disco da cantora americana Mariah Carey registrou a venda de 154 mil unidades. O alto índice foi conquistado logo no primeiro dia de lançamento de E=MC2.

Baseado nas altas vendas registradas em nove cadeias de lojas dos EUA, espera-se que Mariah conquiste a posição número 1 na lista Top 200 da Billboard da próxima semana.

O número alcançado por E=MC2 é cinco vezes maior que o total do primeiro dia de vendas de Spirit, de Leona Lewis, atual pole position das paradas.

Moinho, de Emmanuelle Araújo, lança 1º disco no Rio

Na noite da última terça-feira, o grupo Moinho, da atriz e ex-Banda Eva Emmanuelle Araújo, fez uma apresentação no Canecão, Rio de Janeiro. O show promoveu o lançamento do primeiro álbum da banda, Hoje de Noite.
A banda, que também composta pela percussionista Lan Lan - famosa por tocar com Cássia Eller - e o guitarrista Toni Costa, apresentou canções de Dorival Caymmi, Ana Carolina e músicas próprias. A apresentação ainda contou com as participações de Nando Reis e Jussara Oliveira.

O Moinho foi criado em 2006 e começou com um repertório no qual predominava os sambas baianos. Hoje, a banda aposta numa mistura de samba, rock e chorinho, que remete à época de samba-rock de Jorge Ben e aos Novos Baianos

Leona Lewis é a 1ª inglesa a liderar as paradas americanas

A cantora inglesa Leona Lewis emplacou a versão americana de seu disco Spirit em primeiro lugar na parada da Billboard. Isso a faz a única artista inglesa solo a estrear no topo da Billboard e a primeira liderar as paradas em 12 anos.

A última vez que uma artista feminina britânica escalou até o pico da Billboard foi em 1986, quando o disco Promise, de Sade, repercutia em terras americanas.
Na primeira semana de lançamento do álbum de Leona nos EUA, foi registrada a venda de 205 mil cópias. Nos últimos seis meses, Spirit já vendeu 2,5 milhões de CDs mundo afora.

O lançamento americano de Spirit ainda provocou um aumento de 11% nos downloads do single Bleeding Love. A canção já vendeu 1,1 milhão de arquivos digitais desde que ser tornou disponível para downloads nos EUA.

Para críticos, João Gilberto e bossa nova ainda são insuperáveis

Nos 50 anos da bossa nova, apenas um nome faltava para completar as comemorações que se espalham pelo país. O cantor e violonista João Gilberto confirmou oito apresentações para este ano, a partir de junho, para celebrar o gênero que ajudou a fundar, com seu cantar meio falado, meio baixinho, e seu jeito novo de tocar violão.

"João Gilberto não dá um show, dá um recital", diz Zuza Homem de Mello, crítico e historiador de música, explicando que o artista baiano de 76 anos está longe das parafernálias que os artistas usam em suas apresentações.

De fato, basta um banquinho e um violão, praticamente sinônimos de bossa nova, para o cenário de um "recital" de João Gilberto.

"Ele prescinde de tudo o que é efeito. Prescinde de tudo o que é necessário para mascarar a essência do espetáculo que é a música propriamente dita", continua Zuza, autor de "Folha Explica João Gilberto", em entrevista à Reuters. O deslumbramento de suas platéias sempre lotadas vem em grande parte das sutilezas e detalhes com que ele cria e recria, de forma obsessiva, canções que o acompanharam por toda sua carreira -- como "Doralice", "Corcovado", "Insensatez", "O pato", "Samba de uma nota só".

"Agora, isso só é percebido por quem está prestando completa atenção na apresentação dele ou no disco", disse. "Senão, a pessoa acha que é a mesma coisa. É sutil."

O primeiro show do ano será em 22 de junho no Carnegie Hall, em Nova York.

Depois, se apresenta nos dias 14 e 15 de agosto no Auditório Ibirapuera, em São Paulo; dia 24 de agosto, no Theatro Municipal do Rio; e dia 5 de setembro, no Teatro Castro Alves, em Salvador. Haverá ainda três shows no Japão.


'Notícia do ano'
Para o crítico e produtor Nelson Motta, o anúncio dos shows "é a melhor notícia para a música brasileira neste ano".

"Ele é um grande mestre, continua insuperável. Nesse gênero que ele inventou, ele é único, nunca houve nada melhor", disse Motta, autor de "Noites tropicais".

Apesar das diversas contribuições para o gênero que refinou a música popular brasileira, incluindo o maestro Tom Jobim e o poeta Vinicius de Moraes, nada superou a "grande novidade" que João Gilberto trouxe com seu samba sincopado no violão e jeito único de cantar.

"Ele inventou um novo gênero musical. Não existe bossa nova sem a batida de violão do João Gilberto. Ele criou todo um mundo de possibilidades musicais", disse Motta.

Para o especialista, a prova da genialidade de João Gilberto está nas regravações dos sucessos "Chega de saudade" e "Desafinado" que ele fez em seu último disco de estúdio, "João voz e violão" (2000), que seriam muito superiores às suas primeiras versões, "sob todos os aspectos, incluindo voz".


Excêntrico
A fama de gênio vem junto com a de excêntrico. É perfeccionista nas gravações e shows, além de viver recluso no Rio de Janeiro, sem nunca dar entrevistas ou frequentar a cena musical da cidade. É como um ermitão, nas palavras de Zuza.

Embora solitário, João Gilberto mantém contato com os amigos por telefone, "e está perfeitamente ciente de tudo o que acontece, lê jornal, vê TV", contou Motta.

Ambos os críticos são unânimes em elogiar também sua personalidade. Um doce de pessoa, gentil e delicado, segundo Zuza. Educado e divertido, para Motta.

"O João Gilberto é uma das maiores celebridades da música no mundo que não tem a menor nesga de comportamento de celebridade. Ele vive monasticamente", disse Zuza.

Marco inicial
O ano de 1958 é considerado o marco inicial da bossa nova com o lançamento de discos fundamentais. Começava ali um movimento que consagria toda uma geração de músicos brasileiros, como Nara Leão, Carlos Lyra, Luizinho Eça, João Donato, Roberto Menescal, Baden Powell, etc.

Foi naquele ano que Gilberto lançou dois compactos que inauguraram o movimento - "Chega de saudade" / "Bimbom" e "Desafinado" / "Oba-la-lá" - assim como o álbum "Canção do amor demais", com músicas de Jobim e Vinicius interpretadas por Elizeth Cardoso, que também trazia duas faixas com o violão de João.

E, mesmo com 50 anos, os críticos acreditam que a bossa nova segue viva e ainda "emblema da música brasileira no exterior", segundo Zuza.

"A vanguarda não envelhece", explicou o historiador, fazendo comparação com outros movimentos e artistas, como Mozart e Picasso. "O que é vanguarda naquele momento não deixa de ser vanguarda agora. O que deixa de ser é o que efetivamente não foi."

Bob Dylan vai publicar livro infantil

O cantor Bob Dylan irá publicar um livro para o público infantil, intitulado "Forever young". O livro da editora inglesa Simon and Schuster, de 40 páginas, é voltado para crianças acima de três anos.

Será o seu primeiro trabalho direcionado primordialmente ao público infantil. De acordo com texto divulgado à imprensa, "é uma história agradável e cheia de significado sobre a importância de fazer o bem".

"Forever young" é também o nome de uma canção da década de 70 de Bob Dylan e inspira uma parte da história do livro infantil, ilustrado por Paul Rogers.

O cantor e compositor Bob Dylan também recebeu há poucos dias uma citação especial na edição deste ano do Prêmio Pulitzer, o mais prestigioso do jornalismo norte-americano. A escolha se deve ao "profundo impacto na música popular e na cultura americana", defenderam os juízes.

'O que ela faz com sua vida é um opção só dela', diz Bryan Adams sobre Amy

Em sua passagem pelo Brasil, músico evita falar sobre sua relação com a polêmica cantora britânica.
Em turnê com o CD “11”, Bryan Adams faz uma passagem rápida pelo Brasil. O cantor fica apenas 24 horas no país, já que nesta turnê ele passa por 11 países em 11 dias.

“Eu nem tinha percebido que este era o meu décimo primeiro album, até que contei todos os anteriores. Achei que era um momento memorável na carreira, oportunidade de ser bem criativo e fazer este tour”, contou Adams na coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira, 16, em São Paulo.

O cantor vai fazer um show particular nesta noite, porém promete voltar depois desta passagem relâmpago. “É uma visita breve para planejarmos uma mais longa. Desde a primeira vez que vim ao Brasil, no ano passado, senti que deveria ter vindo antes e desde então quis retornar”, afirmou.

“Ouço histórias maravilhosas do país, já conheci o Rio e adoraria vir passear aqui. Mas nunca nadaria no Tietê”, brincou.

Melhor amigo de Amy

Questionado sobre sua amizade com a problemática Amy Winehouse, Bryan Adams desmentiu que teria feito uma canção para ela. “Não sei de onde veio esta história. Eu já trabalhei com ela, sou seu amigo, mas nunca fiz música dedicada à ela”.

Aliás, Adams preferiu não falar muito sobre sua relação com Amy – o que teoricament evitaria o surgimento de mais rumores. “Não tenho o que falar sobre a Amy. Ela é uma cantora muito talentosa, o que faz com sua vida é uma opção só dela”, disse.

quarta-feira, 16 de abril de 2008

Deputado Mão Branca toca violão dentro de gaiola na Câmara

Deputado Edigar Mão Branca (PV-BA), que também é cantor de forró, canta ao lado do cantor e compositor baiano Xangai dentro de uma gaiola improvisada em corredor da Câmara dos Deputados.
Ato ocorreu no lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Música, dos Compositores e dos Músicos Brasileiros. Mão Branca presidirá a frente.
(Foto: Edson Santos / Agência Câmara)

Madonna fará show em clube de Nova York neste mês

Madonna vai fazer um raro show no clube Roseland Ballroom, em Nova York, no dia 30 de abril, um dia depois do lançamento de seu novo disco, Hard Candy, nos Estados Unidos.

Os 3.500 ingressos serão vendidos no esquema "o primeiro que chegar leva" e clientes da empresa de telecomunicações Verizon também poderão ganhar ingressos para a apresentação. Não foram dados mais detalhes sobre estas opções.

O show será transmitido pelo MSN Music in Concert, nos EUA, e no dia 15 de maio para o resto do mundo.

DVD do Capital Inicial será gravado na Esplanada dos Ministérios

O Multishow Ao Vivo - Capital Inicial em Brasília será gravado na Esplanada dos Ministérios no próximo dia 21.

"Só Brasília tem um espaço no coração da cidade que comporta os fãs do Capital Inicial", brinca Rodrigo Carelli, diretor do show e do projeto no canal.

As Paradas Lá Fora: Stones, Courteeners, James e George Strait se destacam

O lançamento da trilha sonora de Shine a Light, documentário sobre o Rolling Stones dirigido por Martin Scorsese, rendeu à veterana banda ótimas posições na parada do Reino Unido e dos Estados Unidos. Em sua terra natal, a trupe de Mick Jagger conquistou o segundo lugar. Já do outro lado do Atlântico, eles quase chegaram às dez mais, ficando com a 11a. posição. Em se tratando de um álbum com antigos clássicos da banda e a participação de dois ou três convidados, é uma ótima conquista. De qualquer forma, os Stones não têm com que se preocupar: são os recordistas em álbuns que chegaram ao top 10 dos Estados Unidos – foram 36 desde a primeira vez, há 43 anos.

Estréias interessantes na parada de álbuns britânicas são a do Courteeners e a do James, ambas bandas de Manchester, mas com pelo menos 20 anos de idade de diferença. A primeira está, com seu álbum de estréia, St. Jude, no quarto lugar. A segunda, velha de guerra, alcançou a décima posição com Hey Ma, cuja capa criou polêmica ao trazer um bebê indo em direção a uma arma, em vez de optar por outros brinquedos. O álbum de estréia do James, Stutter, data de 1986, mas apesar de tanto tempo e dos padrinhos – Morrisey, um dos ídolos da banda, é um deles – o grupo nunca fez muito sucesso no Brasil, ao contrário do Reino Unido.

Nos Estados Unidos, o primeiro lugar ficou com o cantor country George Strait. A trilha sonora de Alvin e os Esquilos também conquistou seu lugarzinho ao sol, a quinta posição. E dando seqüência à quebra de recordes de Elvis Presley, Mariah Carey se iguala ao rei ao conquistar sua 79a. semana na primeira posição, agora com a faixa "Touch My Body". Vale lembrar que a cantora já tinha tirado de Elvis o troféu de artista com mais singles no primeiro lugar. Agora só falta bater os Beatles...

Confira abaixo os singles e álbuns mais vendidos no Reino Unido e nos Estados:

Singles – Reino Unido
.
1. Estelle e Kanye West – "American Boy"
2. Sam Sparro – "Black & Gold"
3. Florida e T Pain – "Low"
4. Madonna e Justin Timberlake – "4 Minutes"
5. Mariah Carey – "Touch My Body"
6. Duffy – "Mercy"
7. Kooks – "Always Where I Need to Be"
8. Leona Lewis – "Better in Time/Footprints in the Sand"
9. September – "Cry for You"
10. Chris Brown – "With You"

Álbuns – Reino Unido
.
1. Duffy – Rockferry
2. Rolling Stones – Shine a Light
3. R.E.M. – Accelerate
4. Courteeners – St. Jude
5. Leona Lewis – Spirit
6. Nickelback – All the Right Reasons
7. OneRepublic – Dreaming Out Loud
8. Estelle – Shine
9. Amy Winehouse – Back to Black Deluxe Edition
10. James– Hey Ma

Singles – Estados Unidos
.
1. Mariah Carey – "Touch My Body"
2. Leona Lewis – "Bleeding Love"
3. Madonna e Justin Timberlake – "4 Minutes"
4. Lil Wayne e Static Major – "Lollipop"
5. Usher e Young Jeezy – "Love in This Club"
6. Ray J & Yung Berg – "Sexy Can I"
7. Jordin Sparks e Chris Brown – "No Air"
8. Chris Brown – "With You"
9. Sara Bareilles – "Love Song"
10. Flo Rida e T-Pain – "Low"

Álbuns – Estados Unidos
.
1. George Strait – Troubador
2. R.E.M. – Accelerate
3. Vários – Now 27
4. Day26 – Day26
5. Alvin and the Chipmunks – Trilha Sonora
6. Trina – Still the Baddest
7. Danity Kane – Welcome to the Dollhouse
8. Counting Crows – Saturday Nights & Sunday Mornings
9. Rick Ross – Trilla
10. Van Morrison – Keep It Simple

Ícone dos anos 80, B-52's volta renovado para o século 21

Grupo norte-americano lança 'Funplex', primeiro disco em 16 anos.Influências atuais aparecem em novo disco da banda.

O B-52's sempre ficou marcado pelo descompromisso no som, por composições sem grandes pretensões, mas foi essa a banda que fez John Lennon, só John Lennon, sair de um recesso de cinco anos porque ouviu a guitarra cavernosa de "Rock lobster" (1978). Ao final dos anos 80, qualquer coletânea sobre a época que se prezasse tinha que ter "Legal tender". E "Love shack" foi ponto máximo de muita festa (da década de 80). Ou seja, após 16 anos sem lançar um disco inédito, ainda haveria muita gente interessada em saber em como anda o B-52's.

O cabelão de Kate Pierson continua o mesmo, mas "Funplex" não deixou de absorver as influências de hoje - que, por sua vez, também se alimentaram do que o B-52's criou anos antes. Tanto no vocal quanto nos sintetizadores, a faixa de abertura "Pump" ecoa um clima do electro revivido recentemente, até entrar os corinhos de Fred Schneider, Cindy Wilson e Pierson que particularizam bem o grupo.

Com produção do britânico Steve Osbourne (KT Tunstall, Placebo, e de "Get ready", do New Order), o som de "Funplex" ganha um verniz moderno. Os elementos são os mesmos - a guitarra de Keith Strickland mais teclados mais os três diferentes vocais -, com um jeitão que foge da nostalgia, mas sem descaracterizar a banda. "Juliet of spirits" mostra bem isso, com os efeitos de produção como fundo para o tradicional duelo das cantoras.

O riff de "Ultraviolet", ladeado pelo trio vocal, é matador, mas não se preocupe em procurar alguma coisa ao longo do álbum com a mesma força de "Rock lobster" ou mesmo da deliciosa "Roam" (1989). "Love in the year 3000" é um dos momentos em que o vocal de Schneider não funciona, ainda por cima pela letra meio boba, mas "Funplex", no todo, mata a saudade deles justamente por preservar o clima festeiro de sempre. E também tem fogo para conquistar uma geração mais nova, de pouco contato com os maiores trunfos do B-52's, e com mais chances de se surpreender com o que faz a banda ser diferente.