terça-feira, 1 de abril de 2008

Recheado de lendas, mundo pop é rico em 'primeiros de abril'

Mitos envolvendo famosos aparecem com freqüência no universo musical.Marilyn Manson, Keith Richards e Tim Maia já protagonizaram histórias.

Praticamente todo dia é primeiro de abril no mundo pop. As lendas urbanas e os mitos aparecem aos montes e, talvez pela própria natureza desse universo, continuam sendo perpetuados sem muitas preocupações de desmentidos. Veja alguns casos significativos de mentiras no mundo da música. Mas, é preciso admitir, às vezes é divertido pensar que é possível acreditar em todos esses casos.

Paul McCartney morreu

Talvez a lenda mais famosa do rock. Macca aparece de pés descalços na capa de "Abbey road" é uma sugestão forte. "The white album" tocado ao contrário diz claramente. Um dos maiores compositores do rock está morto desde 1966 após um acidente de carro e tem um sósia em seu lugar é um mito com diversos seguidores até hoje. O próprio Paul brincou com a história em entrevistas e até na capa de um disco ao vivo, "Paul is live". Além de nenhuma prova concreta a respeito, os céticos têm uma teoria mais plausível: era uma piada boa demais para ser desperdiçada e que merecia continuar sendo sugerida através dos tempos.

Marilyn Manson retirou costelas / foi ator na série "Anos incríveis"

No auge da fama, Brian Warner, que atuava nos palcos como o "superstar anti-Cristo" Marilyn Manson, protagonizou uma vasta série de boatos - a maioria deles mais bizarros do que a média. Um rumor dizia que o cantor havia feito uma operação cirúrgica para retirar suas costelas com o intuito de praticar sexo oral em si mesmo. Ele negou, dizendo, com uma ponta de ironia: "Seria caro demais [fazer a operação]". Outra história envolvendo o nome de Manson era de que ele havia interpretado o pacato Paul Pfeiffer em "Anos incríveis". O personagem constava no elenco sob o nome do ator Josh Saviano, que negou ter qualquer relação com Marilyn Manson. O cantor, por sua vez, deu uma resposta mais divertida: "Na verdade eu era a Winnie [Cooper, outra personagem de 'Anos incríveis']".

Keith Richards cheirou as cinzas do pai


Em uma das mais recentes lendas do rock, o guitarrista dos Rolling Stones foi questionado sobre seus conhecidos hábitos com relação às drogas. Ao semanário britânico "New Musical Express", ele contou "a coisa mais estranha que já havia cheirado". "Meu pai", declarou. As cinzas do meu pai". Seus representantes negaram a história, publicada dois dias depois do 1º de abril do ano passado, "uma piada levada a sério". O próprio Richards também fez o seu desmentido. Para corroborar o espírito de pegadinha, o stone já havia dado outras respostas com a idéia de apimentar entrevistas. Uma vez comentou outra lenda a seu respeito: que fazia transfusões de sangue periódicas para manter seu corpo limpo das drogas. "Eu estava cansado para cacete de responder essa pergunta, então eu dei a eles uma história".

Michael Jackson comprou os ossos do "homem-elefante"

Joseph Merrick, um homem com uma grave deformação em sua face, conseguiu notoriedade no final do século 19 e chegou a ser retratado em um filme de David Lynch. Durante os anos 80, surgiu a história de que Michael Jackson, no início de sua carreira de histórias estranhas a seu respeito, gostaria de comprar os restos mortais de Merrick por US$ 1 milhão. O cantor negou mais tarde que teria feito uma oferta; de qualquer forma os ossos do chamado "homem-elefante" continuam em poder de um hospital em Londres.

Tim Maia, "Gostava tanto de você"

Um dos maiores clássicos do lendário cantor, "Gostava tanto de você", supostamente teria uma história triste na sua origem. Versos como "Você marcou a minha vida / Viveu morreu na minha história / Chego a ter medo do futuro / E da solidão que em minha porta bate" seriam inspirados na morte de uma filha de 15 anos em um acidente de carro. Mas uma informação básica foi esquecida: a letra foi escrita pelo parceiro Edson Trindade, que, por sua vez, teria citado na composição a perda de sua filha de dez anos.

Dave Grohl (Foo Fighters e ex-Nirvana) também morreu

Lenda que só poderia acontecer na era da internet. Em fevereiro do ano passado, o músico Dave Grohl foi perturbado por diversas pessoas após o seu perfil na Wikipédia começar a exibir, sem conter detalhes, a seguinte informação: David Eric Grohl (January 14 1969 - February 5 2007). Mas Grohl provavelmente disse "ah, não, outra vez", já que nove meses antes sua esposa recebeu os pêsames pela "morte" do ex-baterista do Nirvana e líder do Foo Fighters.

Radiohead no Brasil

Há quase dez anos, o grupo inglês é anunciado para seu primeiro show no Brasil, os fãs já se imaginam se contorcendo ao som de "Idioteque" ou cantando "Creep" a plenos pulmões, mas meses depois da "confirmação"... pegadinha! É claro que isso pode deixar de ser 1° de abril em algum tempo, como sugerido em entrevistas pelos próprios integrantes do Radiohead. Mas por enquanto... é ver para crer.

Nenhum comentário: