quarta-feira, 14 de maio de 2008

Frank Sinatra foi o primeiro popstar da música

Morto há exatos dez anos, o cantor norte-americano Frank Sinatra é uma das figuras mais importantes da música pop. Intérprete de clássicos eternos como My Way e The Lady is a Tramp, seus 60 anos de carreira concederam-lhe fama e legado comparáveis apenas a outros dois dos maiores fenômenos da música do século XX: Elvis Presley e os Beatles.

Para muitos, Sinatra é o artista que definiu o pop moderno, tanto pelo estilo único de cantar quanto por seu personalidade dúbia, que se enquilibrava entre a virilidade e a vulnerabilidade romântica.

O crooner é tido também como o primeiro ídolo pop da história, responsável por provocar a histeria entre fãs e por vender centenas de milhões de discos ao longo de sua carreira.

O começo
.
Filho de uma família de raízes sicilianas, Frank Sinatra cresceu em Hoboken, New Jersey. Sua primeira experiencia musical foi com o Hoboken Four, em 1935. Em 1939, Sinatra conseguiu seu primeiro contrato como cantor da orquestra do músico Harry James.

No entanto, a fama só veio bater a porta do cantor a partir de 1943, quando fechou um contrato como um artista solo com a gravadora Columbia. Entre 1943 e 1946, os singles de Sinatra entraram nas paradas de sucessos 17 vezes, o que lhe rendeu o apelido de "A Voz".

A carreira cinematográfica
.
Sinatra passou a investir também na carreira de ator a partir do ano de 1944. O cantor atuou em diversos filmes. Entre os mais conhecidos, estão: O Homem do Braço de Ouro, A Um Passo da Eternidade, A Volta ao Mundo em 80 dia, Onze Homens e um Segredo e Sob o Domínio do Mal. Em 1953, ganhou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por A Um Passo da Eternidade.

A relação com o Rock 'n' Roll
.
Cantor profissional desde a década de 30 e educado pela sofisticação do jazz de Bing Crosby, Louis Armstrong e Billie Holiday, a reação de Sinatra ao ter contato com o rock na década de 50 foi a de repulsa. Sobre o novo gênero que nascia ele disse: "a mais brutal, degenerada e feia forma de expressão que já tive o desprazer de ouvir".

No entanto à medida que o rock se consolidava como um sucesso comercial, o crooner dava o braço a torcer. Ao longo das décadas acabou gravando, à seu modo, canções de rock como Love me Tender, de Elvis Presley; Mrs. Robinson, de Simon and Garfunkel e Something dos Beatles.

Sinatra e a Bossa Nova
.
Em 1966, quando Sinatra fazia resonar por todos os cantos do globo o sucesso Strangers in the Night, o cantor ligou para maestro brasileiro Tom Jobim propondo um disco em conjunto.

No ano seguinte, o disco Francis Albert Sinatra e Antônio Carlos Jobim foi lançando, no repertório incluía versões em inglês de clássicos da bossa nova como The Girl From Ipanema, How Insensitive, Dindi, Quiet Night of Quiet Stars.

Vida pessoal
.
Frank Sinatra casou-se ao longo da vida com quatro mulheres: o amor de infância Nancy Barbato (de 1939 a 1951) - com quem teve seus filhos Nancy, Frank Jr. -, a atriz Ava Gardner (de 1951 a 1957), a atriz Mia Farrow (de 1966 a 1968) - 30 anos mais nova que Sinatra -, e Barbara Marx (em 1976), com quem o cantor ficou até o fim da vida.

A morte
.
Ao 82 anos e com a saúde debilitada, Frank Sinatra morreu em 14 de maio de 1998, vítima de um ataque cardíaco. Há quem diga que o crooner foi enterrado com um frasco de whiskey, presente de sua filha caçula Tina.


Nenhum comentário: