segunda-feira, 9 de junho de 2008

“Forró eletrônico é descartável”, diz Dominguinhos

O sanfoneiro Dominguinhos se apresentou, às 0h desta segunda-feira (9), no palco central do Parque do Povo, em Campina Grande (PB), e mostrou o verdadeiro forró pé-de-serra para os mais de 60 mil espectadores. Nem mesmo a chuva que caiu sobre a cidade durante todo o domingo (8) atrapalhou a festa junina.

Essa foi a primeira apresentação de Dominguinhos depois de ser homenageado no Prêmio Tim de Música há menos de uma semana. Antes do show no São João de Campina Grande, o sanfoneiro disse que o “forró é igual ao rock porque não deixa ninguém parado”. Ele também recebeu o prêmio de melhor disco instrumental, que gravou junto com Yamadú Costa.

Sobre a onda de forró eletrônico, Dominguinhos foi enfático ao fazer críticas ao novo estilo de música. “Não dá pra dizer que aquilo é forró. Eles deveriam tentar se entitular de outra forma, porque aquilo não tem nada de forró. Não tem identidade. É uma grande mentira”, disse o sanfoneiro.

Ele cita o exemplo das letras das músicas que estão se tornando o hit do São João pernambucano e paraibano, como ‘Chupa que é de uva’, do Aviões do Forró, e ‘Senta que é de menta’, do Cavaleiros do Forró. “É tudo muito apelativo e descartável. Eu critico a qualidade musical. As letras são péssimas e falam muita bobagem. É tudo anti-musical”, disse o músico.

Texto e fotos: Glauco Araújo, do G1, em Campina Grande (PB)

Nenhum comentário: