terça-feira, 22 de julho de 2008

Sony e BMG podem se separar

Gravadora alemã quer vender sua parte do negócio para a multinacional japonesa por US$ 2,8 bilhões; parceira durou quatro anos

A gravadora alemã Bertelsmann Music Group (BMG) anunciou nesta segunda-feira, 21, que está vendendo sua parcela da Sony/BMG. A possível compradora pode ser a própria Sony, já que não há outros interessados em fazer negócio.

De acordo com o Listening Post, da revista Wired, a decisão da multinacional japonesa de comprar os 50% da Sony/BMG que a gravadora alemã detém deve sair no dia 29 de julho, quando o conselho da Sony se reunirá.

A Wired ainda aponta que o motivo da venda seria a vontade dos executivos da BMG de deixar o mercado fonográfico de lado, evitando a crise que assombra a indústria por causa do mercado digital.

O negócio pode custar US$ 2,8 bilhões de dólares para a Sony, mas rumores afirmam que o preço caiu em US$ 1,5 milhão devido a desaceleração econômica norte-americana e das ações das gravadoras em geral.

A Sony/BMG é a segunda gravadora a passar por uma crise no período de um ano. Em 2007, a inglesa EMI foi comprada pela Terra Firma, que já demitiu mais de 2000 funcionários em todo mundo para reajustar os gastos da empresa.

Fonte: Rolling Stone

Nenhum comentário: