quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Ivete Sangalo abalou no Loucos por Música

Em sua segunda edição, o projeto Loucos por Música, que é realizado uma vez por mês na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, trouxe a voz forte de Ângela Rô Rô e a energia de Ivete Sangalo, e mescla, com muita propriedade, música, arte e compromisso social.

A platéia estava atônita, todos esperando pela musa baiana, motivo até de brincadeira por parte da grande cantora da MPB Ângela Rô Rô, que fez um show belíssimo, mexendo com o público e cantando seus sucessos, alegrando o pessoal mais velho que compareceu para vê-la, apesar de a maioria jovem estar na expectativa do Show de Ivete.

Terminado o show de Ângela, começou a gritaria por Ivete que já estava, como sempre, elétrica nos bastidores do evento ao lado de seu novo namorado. Quando a musa foi anunciada a concha acústica veio abaixo, tamanha a emoção do público baiano que, diga-se de passagem, tem poucas oportunidades de ver seus ídolos do Axé durante o ano.

O combinado era de que Ivete faria um show light, tendo em vista o foco do projeto e para não destoar do show apresentado por Ângela Rô Rô, inclusive Ivete fez questão de falar isso ao iniciar sua apresentação com uma versão pra lá de caribenha de "Abalou", e pelo formato reduzido de sua banda, nesta oportunidade composta por apenas 5 músicos.

Entretanto, não foi isso que aconteceu, como a própria musa falou, ela estava sentindo "algo crescendo por dentro", uma vontade de quebrar tudo e sacudir a poeira, e foi isso mesmo que fez, deixando de lado todo o set list apresentado e transformando a Concha em uma micareta. Os fãs, claro, adoraram.

Ivete obedeceu o repertório até a terceira música, começou com "Abalou", um pot pourri de "Não vou ficar" e "Avisa Lá", levantando a galera. Para regular a temperatura com "Não Precisa Mudar", e em seguida "Não Me Conte Seus Problemas" quando começou a ferver.

Em seguida Ivete chama sua irmã, Mônica Sangalo, dona de uma bela voz e com a própria Ivete disse, sem a irmã, ela não seria a Ivete que conhecemos. Cantaram "Como Vou Deixar Você", balada romântica conhecida na voz de sua irmã.

Depois Ivete começou a tremer e pular no palco, puxando a música do carnaval 2008, "Mulher Brasileira" (Toda Boa), chama três meninas da platéia a faz um concurso da toda boa do Brasil, deixando todos alucinados com a espontaneidade da cantora.

Ivete a toda hora falava que ontem o show não seria de uma hora, que a noite seria pequena, mandando ver com "Berimbal metalizado", "Deixo" e lança sua nova música de trabalho, que tem uma mistura e samba reggae e funk, que só os fãs mais fervorosos sabiam a letra, mas que promete muito para o verão.

De repente Ivete chama nada mais que Margareth Menezes e cantam juntas "Swing Bom" e "A Galera", literalmente colocando a Concha no chão! Depois entoa outro pot pourri, "Chorando Se Foi" e "Nega" para terminar chamando a amiga Ângela Rô Rô e a irmã Mônica para cantarem "Só Nos Resta Viver" e "Amor Meu Grande Amor", composições da artista carioca.

Ivete mostrou nesta pequena apresentação que sabe o que faz sem perder o rebolado, sentiu que apesar do projeto pedir uma música mais leve, um show light, ela tem que fazer o que o público quer, afinal como ela disse quem faz o artista são os fãs. O show extrapolou o tempo permitido pela organização da Concha Acústica, mas lavou a alma dos fãs que queriam ver Veveta em Salvador.

O Projeto Loucos Por Música segue em outubro com o apresentações da cantora baiana Pitty e do cantor e compositor paulistano, Arnaldo Antunes, e promete interagir ainda mais música, arte, compromisso social e sucessos.

Por Marcelo Bustamante/Carnasite

Nenhum comentário: