sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Nando Reis promete esquentar os conquistenses com show especial que será aberto pelo grupo Café com Blues

O show vai marcar o encerramento da primeira etapa do projeto Bahia Musical, promovido por uma operadora de telefonia celular. Será hoje, dia 3 de outubro, a partir das 21h, no Planet Hall. Quem comanda a noite é o cantor e compositor Nando Reis. Ele promete agitar a terra do frio com seus maiores sucessos. Para celebrar a diversidade cultural, o grupo Café com Blues também participa do evento. No repertório, o típico blues de dor e alegria misturado com elementos percurssivos oriundos do negro escravo brasileiro, resgatando a cultura popular, passeando pelo reisado, pelas chulas e modas de viola.O acesso à pista custa R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Já o camarote da com boate custa R$60. Os ingressos para o show estão à venda na Sede do Massicas (Shopping Conquista Sul) e na Banca Central (Centro). Os ingressos também podem ser adquiridos pela Internet, no site do evento (www.bahiamusical.com.br) e da Central do Carnaval (www.centraldocanaval.com.br).

Nando Reis

Nando Reis iniciou sua carreira musical como baixista do grupo Titãs. Mesmo pertencendo à banda de rock, o artista já apresentava um lado compositor e intérprete diferenciado. Nando fez parte dos Titãs de 1982 até 2003, quando assumiu uma carreira independente de muito sucesso. O primeiro disco, 12 de Janeiro, foi lançado quando o cantor ainda estava com os Titãs, em 1995. O CD MTV Ao Vivo - Nando Reis e os Infernais, lançado em 2005, consolidou a carreira do artista. O projeto reuniu clássicos dos Titãs (Cegos do Castelo e Marvin) e músicas gravadas por Cássia Eller e Jota Quest, além de três faixas inéditas. O trabalho mais atual do artista é o CD Luau MTV Nando Reis e os Infernais, que foi ensaiado na sua casa de praia, em Ubatuba, São Paulo, e gravado na Praia Vermelha, também no litoral norte paulista.

O show de Nando Reis e a banda Os Infernais é dividido em duas partes: a primeira, com instrumentos acústicos e a segunda, com instrumentos elétricos e muito rock. No repertório, músicas do álbum anterior Sim e Não, como Sou Dela, N, Espatódea e Monóico, além de sucessos que o cantor e compositor coleciona nesses anos: A Letra A, Relicário, Por Onde Andei, entre outros, e ainda a inédita Tentei Fugir. Com o carisma e a energia do artista, o show é sempre uma celebração. “Juntar um bando ao redor de umas canoas espalhadas na areia só fica bom quando se tem música que a gente sabe de cor pra poder sair cantando”, explica o cantor.

Bahia Musical

Além de Vitória da Conquista, Salvador e três cidades do interior participam do Bahia Musical - Feira de Santana, Ilhéus e Juazeiro. Os primeiros shows aconteceram em Feira de Santana, Salvador, Ilhéus e Juazeiro, com apresentações de Danni Carlos, Nando Reis e Djavan. Além disso, a programação prestigia a cultura local trazendo sempre o show de um artista da região. Em Salvador, a cantora Thati cantou após Danni Carlos. A banda Geração Nômade encerrou a noite em Feira de Santana. Já Náy Oliveira e Alan Cleber foram as atrações do Bahia Musical em Ilhéus e Juazeiro, respectivamente. O objetivo principal deste projeto é proporcionar ao público do interior eventos que reúnem música de qualidade, cultura e entretenimento.

*Com informações da assessoria

Nenhum comentário: