terça-feira, 14 de outubro de 2008

Zeca Pagodinho reúne os amigos em novo disco de inéditas

'Uma prova de amor' tem participação de Jorge Ben Jor e João Donato.
Velha Guarda da Portela aparece em pot-pourri de sambas antigos.

A típica frase “põe mais água no feijão” ganha ainda mais sentido quando se ouve “Uma prova de amor”, novo álbum de inéditas de Zeca Pagodinho. Pois o 19º disco do cantor não só marca a reunião de um competente time de compositores como também chama o ouvinte a sentar-se à mesa na companhia do intérprete, seja para beber uma cerveja ou degustar uma farta feijoada – como sugere uma das fotos do encarte - ao som de canções de novos sambistas e antigos colaboradores.

A Velha Guarda da Portela aparece no pot-pourri com “Falsas juras” (Candeia e Casquinha), “Pecadora” (Jair do Cavaquinho e Joãozinho da Pecadora) e “Manhã brasileira” (Manacéia), sambas antigos gravados com participação do coral da escola.

Já “Esta melodia”, em parceria com Babu, homenageia Jamelão, morto no dia 14 de junho.O novato Fred Camacho divide “Pra ninguém chorar” com os veteranos Almir Guineto e Dudu Nobre, enquanto Monarco e Mauro Diniz emprestam “Não há mais jeito”.

Jorge Ben Jor, que nunca tinha cantado com Pagodinho antes, faz uma oração a São Jorge na faixa “Ogum”. A parceria com o pianista João Donato, que estava gravando no mesmo estúdio de Zeca, surgiu quase naturalmente. O resultado é a faixa-bônus “Sambou... sambou”.

Se “Uma prova de amor” não conquista na primeira audição, a exemplo do “Acústico MTV”, o álbum mostra uma faceta mais rara de seu autor. Avesso às questões políticas, desta vez Pagodinho decidiu abordar o assunto em “Eta povo pra lutar”, de Brasil, Badá, Magaça e Bernine.

O lado cômico, porém, é um de seus pontos fortes - aqui, não é diferente. Preste atenção em “Normas da casa”, de Zé Roberto, em que o sambista, cansado dos bicões que chegam justamente na hora do almoço, resolve dar um basta em tudo, avisando: “quem não for amigo só entra de crachá / pra moralizar, vou ter que mudar”.

Fonte: G1

Nenhum comentário: