quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Duran Duran: "temos orgulho dos anos 80"

Comemorando 30 anos de banda, o Duran Duran se prepara para mais uma seqüência de shows no Brasil, dois em São Paulo e um no Rio de Janeiro, na expectativa de encontrar novamente o público agitado que já os recepcionou. Em entrevista ao Terra, o baixista John Taylor ainda admitiu que a banda, um dos ícones dos anos 80, sente orgulho por ter marcado a história do período.

"Quando você fala dos anos 80 você coloca um sorriso na minha cara. Foi quando tivemos nosso momento e nos conectamos com as pessoas de uma forma poderosa. Sempre estaremos ligados com esse período. Fico orgulhoso disso, se não fossemos nós, seria outra pessoa", disse. "Estabelecemos nosso lugar na história da música pop. Foi uma época ótima para música e cultura", completou. Entre os hits emplacados pelo Duran Duran estão Girls on Film, Rio, Save a Prayer e Ordinary World.

Em turnê pela América do Sul, Taylor diz que a rotina é empolgante, mas ainda consome as energias da banda. "Os shows têm sido incríveis. Estivemos em tantos países que nunca havíamos tocado. Passamos por Peru, Venezuela e Panamá. É muito empolgante, mas cansa muito também, ter que se ajustar ao horário e a cultura de cada lugar a cada dia".

O público brasileiro, já famoso por ser um dos mais calorosos com artistas internacionais, também impressionou o baixista. "Há pessoas que seguem a banda faz muito tempo. Já tocamos muito na Argentina e temos muitos fãs lá. Não gosto de generalizar, mas parece que as platéias na América do Sul sabem se divertir e gostam de dançar e cantar. Você realmente tem que fazer muitas coisas erradas pra não gostarem de você", explica.

Para os fãs da banda, Taylor explica que o grupo optou por fazer um setlist baseado em toda a carreira da banda, não somente em seu álbum mais recente, Red Carpet Massacre, de 2007. "É uma retrospectiva de toda a nossa música, nossa jornada juntos. Haverá algumas surpresas. As pessoas ouvirão algumas coisas de um jeito novo. Há sempre o material do Duran Duran que nós temos que tocar. Vamos tocar canções de todos os álbuns", conta.

Sobre o último CD, no entanto, o resultado parece não ter agradado totalmente o músico. O álbum marca uma parceria entre o Duran Duran e o badalado produtor Timbaland.

"Ele é um cara ótimo para se estar no estúdio. Me senti muito honrado de estar com ele. Foi um experimento para nós. Foi difícil para ele pegar a personalidade da banda. Fizemos um bom CD, mas não um CD ótimo. Foi uma boa idéia no papel, mas pra qualquer banda é difícil trabalhar com um produtor grande. Ele está muito acostumado a trabalhar com cantores, e nós somos uma banda", explica.

O Duran Duran faz apresentações em São Paulo (21 e 22/11, no Via Funchal) e Rio de Janeiro (23/11, no Vivo Rio). Esta é a segunda passagem do grupo pelo Brasil.

Por Osmar Portilho/Terra

Nenhum comentário: