terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Caetano Veloso coloca em blog nove músicas de novo álbum

Caetano transa internet. No ar desde junho, o blog Obra em Progresso permite que o público conheça as canções (ou ao menos os esboços) que estarão no novo disco de um dos artistas centrais da música brasileira, previsto para ser lançado no ano que vem.

Por enquanto, são nove faixas, em vídeos de YouTube linkados no site [não é necessário pagar para ter acesso]. Os arquivos registram shows realizados neste ano.

"Quando decidi fazer shows semanais para mostrar o desenvolvimento do repertório do novo disco, Hermano [Vianna; responsável pelo site] logo propôs fazermos um blog. Ele gosta muito da internet e das mudanças que ela traz às idéias de autoria, direitos e obra acabada. Aceitei imediatamente, pois, embora eu não goste tanto dessas coisas quanto ele, não me sinto em oposição a elas", afirma Caetano, 66, em entrevista à Folha por e-mail.

O disco ainda não tem nome, mas Caetano anda fascinado com o conceito de "transamba": "de trans + samba; nome de um novo gênero de música criado artificialmente (mas nem Deus sabe quão orgânica e necessariamente) no Brasil. [...] Transamba é palavra que já vem dançando entre os sentidos [...] É o samba além do samba. Um samba desencaminhado e excessivo, mas sublime e superior", escreve ele no blog.

Na prática, o músico segue no espírito de seu disco anterior, "Cê" (2006). A idéia, de uma forma bem resumida, é fazer samba com uma banda de formação de rock.

Além da música

"O intuito é mais mostrar o desenvolvimento do repertório do que auscultar a reação dos ouvintes (tanto no blog quanto nos shows). Não há interferência dos internautas na estruturação das canções", diz.

Caetano continua: "Pedi a Hermano para botar os dois arranjos que gravamos no estúdio para 'Incompatibilidade de Gênios' [João Bosco e Aldir Blanc]. Os internautas votarão e daí sairá a decisão de qual dos dois vai para o disco".

Tão interessante e revelador quanto as músicas é ler os longos textos de Caetano, além dos vídeos com entrevistas --e que resultarão em DVD. Como nos blogs de anônimos, o artista expõe impressões com a mesma desenvoltura com que reflete sobre temas esperados, como cinema, música, arte e política, e outras paixões menos óbvias, como a gramática-- portuguesa e inglesa.

"Leio todos os comments. Escrevo rápido e sem pensar muito. Não fico muito tempo diante do computador. Publico posts esporadicamente mas envio comments com freqüência. Me divirto quando entro lá. Há personagens gozados e a gente se afeiçoa [...] Mas levo mais tempo lendo jornais e livros, conversando com filhos e amigos, do que navegando na internet", diz o músico.

E, claro, há espaço para discussões inflamadas, em que Caetano diverge (ou é divergido) sobre nomes tão díspares como Fidel Castro, Tom Zé ou jornalistas --inclusive da Folha. "Minhas brigas com a imprensa nascem quase sempre da pretensão de orientá-la --não no sentido de fazê-la útil à minha afirmação pessoal ou minha vaidade, mas no de fazê-la cada vez menos lesiva ao que entendo como possibilidade e dever do Brasil. O que ninguém parece ver em minhas intervenções agressivas é meu amor pela imprensa", diz.

E repete comentário feito no blog: "A net é um imenso saco de gatos. Paulo Francis [jornalista, 1930-97] dizia que quem escreve cartas à redação é maluco. Pois bem, a internet é o paraíso desses malucos --e os blogs, os jardins do paraíso."

Por Bruno Yutaka Saito
Fonte: Folha de São Paulo

Nenhum comentário: