domingo, 18 de janeiro de 2009

Elton John e James Blunt agitam São Paulo

Famoso pelas baladas românticas, como “You're beautiful” e “Same mistake”, o músico britânico James Blunt fez seu primeiro show em São Paulo, neste sábado (17), com uma apresentação mais agitada. Ele subiu ao palco do Anhembi por volta das 22h para o show de abertura de Elton John.

Blunt pareceu feliz de tocar no Brasil, soltando vários “obrigado” durante a apresentação. Suando muito, o cantor chegou a pular do palco para cumprimentar a platéia em “Cuz I love you”, cover da banda inglesa de rock Slade.

Em “Goodbye my lover”, a banda deixa o palco e Blunt canta a canção sozinho, ao piano. Fazendo um show sem cara de “abertura” e com um som cristalino, Blunt conseguiu mais atenção ainda no seu grande hit, “You’re beatiful”, que já foi trilha de novela, com direito a corinho da platéia.

No final do show, o ex-capitão do exército britânico e amigo de P. Diddy mostrou de seu lado mais roqueiro: tocou guitarra distorcida em “Turn me on”, chutou os pratos da bateria em “So long, Jimmy” e ficou em pé sobre o piano, como se estivesse “surfando” o instrumento na penúltima música, “Same mistake”.

Na última música, comportado ao piano, tocou a balada “1973” com a mesma voz aguda que o fez famoso. Em pé, terminado o show, ao lado dos músicos (baterista, pianista, guitarrista e baixista), disse “obrigado” pela última vez e deixou um recado: “Vejo vocês logo”. E ele não falou por educação: o cantor se apresenta no Brasil nos dias 27 (Porto Alegre) e 29 (São Paulo) de janeiro.

Elton John, o ‘lorde tropical’, canta com coro de 29 mil em São Paulo

Astro britânico se apresentou na noite deste sábado (17), no Anhembi.
Vestindo fraque estampado com araras, ele cantou por mais de duas horas.

Foi só o inconfundível piano negro ser colocado no centro do palco do Anhembi, uma hora antes de Elton John começar o show, e o público já distribuía aplausos. Sinal de que a passagem da turnê “Rocket man – the definitive hits” por São Paulo, na noite de sábado (17), estava fadada ao sucesso.

Mas a garantia de êxito não fez com que o cantor abusasse da paciência do público, como os popstars de sua estirpe costumam fazer. Respeitando a tradição da pontualidade britânica, “sir” Elton John foi ao encontro de seu séquito – 29 mil fãs, segundo os organizadores – no horário exato marcado para o show: 22h.

Vestindo um fraque estampado com araras, tucanos, folhagens e flores, quase um “lorde tropical”, abriu a noite com uma longa introdução instrumental de “Funeral for a friend/Love lies bleeding”. O primeiro da série de 24 de seus “hits definitivos” apresentados ao longo de duas horas.

“Tiny dancer”, canção de 1971, tocada após “Bitch is back” e “Madman across the water”, foi a primeira faixa que o público acompanhou em coro do início ao fim. A situação se repetiu em “Goodbye yellow brick road”, “Sacrifice” e “Rocket man”.

Por Dolores Orosco
Fonte: G1

Nenhum comentário: