sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Em 30 de janeiro de 1969, os Beatles se despediam como só eles sabiam fazer

Saudade. No dicionário Houaiss, sentimento mais ou menos melancólico de incompletude, ligado pela memória a situações de privação da presença de alguém ou de algo, de afastamento de um lugar ou de uma coisa, ou à ausência de certas experiências e determinados prazeres já vividos e considerados pela pessoa em causa como um bem desejável.

Hoje, 30 de janeiro, é o Dia da Saudade.

Nessa mesma data, mas 40 anos atrás, em 1969, em dia tipicamente londrino, com vento frio e um pouco de cinza no céu, a maior banda de todos os tempos se despedia dos "palcos".

No entanto, de uma forma que só eles poderiam pensar em fazer. John, Paul, George e Ringo subiram no telhado dos estúdios da Apple Records e lá permaneceram por 40 minutos. Logo que o primeiro riffe de guitarra foi tocado, uma multidão começou a se juntar em volta do telhado e embaixo, na Rua Saville Row. A polícia apareceu e acabou com a festa, apesar dos protestos de Mal Evans, assistente do grupo, que argumentou não se tratar de qualquer um que estava lá. Eram os Beatles, oras! A apresentação entrou para a história e foi incluída no filme Let it be (1971).

Pouco tempo depois, os Beatles encerravam as atividades. Não havia mais, em cada um deles, o espírito jovem, rebelde, alegre e unido, capaz de fazer com que subissem no telhado para tocar rock and roll.

Saudade, saudade.

Por Fernando Figueiredo Mello
Fonte: Igpop

Veja "Don't let me down" no show do telhado da Apple Records:


Nenhum comentário: