quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

DJs Marky e Memê inauguram a Rio Music Conference



Feira reúne grandes nomes das pick-ups e especialistas para palestras, workshops e shows


Debaixo de um sol (e calor) senegalesco e um atraso de cerca de uma hora, o Rio Music Conference abriu as portas e o case das pick-ups dos DJs e produtores - e jornalistas, empresários, agentes - que foram à Marina da Glória para a inauguração da primeira edição nacional do evento dedicado inteiramente à música eletrônica.

Rio Music Conference é edição carioca de evento gringo
Filhote do Winter Music Conference, que acontece anualmente em Miami e arrasta a nata da dance music para a cidade americana, a edição carioca já nasce cheia de moral. Como comprova o DJ Memê: "A expectativa é de que a edição carioca supere a de Miami que, depois de muitos anos à frente, começa a baixar a bola de leve", disse ele. Os dois primeiros dias são voltados apenas a palestras e workshops.

Marky vai de scratch, pitch control e mixagem
E a aula do DJ Marky foi a primeira do dia, ainda com o sol ardendo e fazendo o ar-condicionado não dar vazão. O DJ, o primeiro brasileiro a ser realmente um nome forte na gringolândia, pingava ao mostrar o que sabe em duas pick-ups e um computador. O paulistano, com um leve sotaque britânico (ele mora em Londres), deu noções de scratch, pitch control e mixagem para uma platéia composta basicamente de DJs, todos meio hipnotizados com sua técnica.

Memê mostra o que bomba nos remixes
Em seguida foi a vez do DJ Memê, famoso nos anos 1990 por conta de sua parceria de muito sucesso com Lulu Santos, falar sobre remixes. Qual o melhor caminho para se transformar uma música? "Primeiro, conceitue o seu trabalho. Vou fazer um remix dessa música para pista ou para o rádio? É para ser pop ou underground?", perguntou, ressaltando a importância do objeto final antes de começar a fuçar os programas de edição musical.

Fonte: G1

Nenhum comentário: