quinta-feira, 14 de maio de 2009

Supermercados britânicos censuram capa do novo disco do Manic Street Preachers

O novo disco do Manic Street Preachers, "Journal For Plague Lovers", foi censurado em quatro grandes supermercados britânicos por causa de sua capa. As empresas consideraram "ofensivo" o encarte do CD para seus clientes.

A imagem que aparece na capa é uma pintura de 2005 de Jenny Saville, intitulada "Stare", e mostra um garoto com uma marca escura de um lado do rosto. Segundo o site GigWise, as redes Tesco, Asda, Sainsburys e Morrisons estão preocupadas com a pintura vermelha que parece sangue.

O vocalista do trio, James Dean Bradfield, disse que ficou zangado pela decisão porque os empresários estão confundindo. "É totalmente bizarro. É um trabalho de pintura. Se você estiver familiarizado com o trabalho de Saville, verá que há muito castanho, vermelho e marrom", disse ele à BBC6music.

Para Bradfield, os supermercados acham que a obra vai invadir a mente das pessoas. "Você pode ter adoráveis nádegas brilhantes e armas em capas de revistas e CDs por toda a loja, mas mostrar uma peça de arte vai enlouquecer", ironizou o músico.

"Journal For Plague Lovers" é o nono álbum de estúdio do Manic Street Preachers e foi lançado este mês. O disco traz letras de Richey Edwards, antigo guitarrista da banda desaparecido em 1995 e declarado "morto" oficialmente em novembro do ano passado.

Uma outra pintura de Jenny Saville também foi usada em um disco da banda, "The Holy Bible", o terceiro registro, lançado em 1994.

Fonte: Uol

Nenhum comentário: