segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Produtora prevê arrecadar mais de 600 milhões de dólares com filme de Michael Jackson

Com estreia marcada para 28 de outubro, o filme de Michael Jackson "This Is It" promete um bom desempenho na bilheteria para o estúdio Columbia Pictures, da Sony. Uma estimativa prevê arrecadação mundial superior a 600 milhões de dólares num período limitado de duas semanas em cartaz.

Os milhares de fãs de Jackson estão ansiosos pela última chance de ver seu ídolo cantando e dançando na tela, e os criadores do filme prometem uma imagem dele mais parecida com a do popstar que reinava nas paradas nos anos 1980 e menos como o frágil alvo dos paparazzi em que parecia ter se convertido nos últimos anos.

Analistas dizem que a natureza singular de "This Is It" --em parte documentário e em parte filme de concerto estrelado por um nome mítico que já morreu-- dificulta as previsões de seu sucesso nas bilheterias, porque existem poucos trabalhos com os quais traçar comparações.

Com base nos 60 milhões de dólares que a Columbia pagou pelo filme, somados aos custos de marketing e incluídos na conta os valores que o estúdio ganhará pela distribuição, fontes bem informadas prevêem que o filme só precisa arrecadar um pouco mais de 100 milhões de dólares em todo o mundo para resultar em lucros para o estúdio.

Alguns especialistas acham que "This Is It", que estreia na quarta-feira (28) em mais de 3.400 cinemas nos EUA e Canadá, pode render 40 milhões de dólares nesses dois mercados nos primeiros cinco dias, mas essa é a estimativa mais conservadora.

Um executivo de estúdio rival que pediu anonimato disse que, nas duas semanas previstas para ficar em cartaz, o filme pode render 660 milhões de dólares em todo o mundo: 260 milhões na América do Norte e 400 milhões no restante do mundo.

Lançamento de DVD

A Columbia já disse que, se a demanda por ingressos for grande, o filme poderá ser exibido por mais tempo que as duas semanas previstas. O estúdio planeja lançar "This Is It" em DVD já no início de 2010.

"This Is It" é composto principalmente de imagens em vídeo de Jackson ensaiando para uma série de concertos, nas semanas anteriores a sua morte inesperada em 25 de junho devido a uma overdose de medicamentos fortes.

Nas semanas seguintes, seus fãs o homenagearam em encontros de Londres a Tóquio e numa cerimônia memorial organizada por sua família em Los Angeles, com a presença de 18 mil pessoas.

Fãs fizeram fila para comprar ingressos para o filme quando foram postos à venda em Bangcoc, Munique e outras cidades. Mas ainda há incerteza quanto às bilheterias, porque as vendas de produtos ligados a Jackson tiveram resultados desiguais desde sua morte.

Sua música descreveu uma alta grande; a Nielsen SoundScan informou que mais de 5,5 milhões de exemplares físicos dos álbuns de Jackson foram vendidos, além do equivalente a mais de 900 mil unidades em vendas de álbuns online.

Mas o relançamento em 13 de outubro da autobiografia de Jackson lançada em 1988, "Moonwalk", suscitou pouco interesse dos consumidores. Até agora o livro vendeu 12 mil cópias nas principais lojas.

Na sexta-feira a varejista online Amazon.com citou "Moonwalk" na 156a posição em sua lista de livros mais vendidos, muito atrás de títulos como o livro infantil de 1963 "Where the Wild Things Are", que ficou em 16º lugar no ranking depois do lançamento de sua versão cinematográfica este mês.

Por Alex Dobuzinskis de Los Angeles
Fonte: Reuters/Uol

Nenhum comentário: