sábado, 9 de janeiro de 2010

LAPD conclui investigação sobre morte de Michael Jackson

O LAPD, departamento policial de Los Angeles, concluiu a investigação sobre a morte de Michael Jackson - e é praticamente certo que Dr. Conrad Murray, médico particular do astro, será indiciado por homicídio culposo (quando não se tem intenção de matar), informou o site TMZ.

Segundo fontes do site, ligadas à força policial, o caso irá à justiça em semanas. Os detetives teriam completado a investigação no final de dezembro e planejam apresentar o caso formalmente ao tribunal de Los Angeles assim que o cronograma permitir.

As fontes mencionam possível alvoroço em torno da apresentação do caso - isso porque estarão presentes, no dia, membros da polícia, justiça e família, além de fãs.

A investigação foi "exaustiva" e "extremamente meticulosa", disse uma fonte que o site descreve como "muito bem informada". A acusação contra Dr. Murray é dada como certa, mas isso não significa que o caso é descomplicado: o médico não teria quebrado leis ao administrar o analgésico Propofol em Jackson, indicado como catalisador de sua morte, após parada cardíaca em 25 de junho. É provável que Dr. Murray seja incriminado por homicídio culposo desencadeado por negligência médica.

Foto: Kevin Mazur
Fonte: Rolling Stone

Nenhum comentário: