sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Parabéns, Elvis Presley!!!

Se estivesse vivo, Elvis Presley assopraria 75 velinhas diante de um coro de milhões de fãs neste dia 8 de janeiro de 2010. Mas o astro morreu (ou não, como querem acreditar muitos de seus fãs inconformados) no dia 16 de agosto de 1977, vítima de ataque cardíaco (oficialmente) - seu corpo foi encontrado no banheiro pela namorada, Ginger Alden, e uma necropsia teria detectado que um coquetel de medicamentos, entre eles Demerol, teria levado Elvis à morte.

Elvis Aaron Presley nasceu no dia 8 de janeiro de 1935, na cidade de East Tupelo, Estado do Mississippi, nos Estados Unidos. Sobrevivente de uma dupla de gêmeos univitelinos (seu irmão, Jessie Garon, nasceu morto), o cantor tinha ascendência escocesa por parte de pai. Já sua mãe tinha origens nos estados de Carolina do Norte e Sul.

Talento infantil
Como a maioria das grandes estrelas terrenas, ele teve uma infância pobre. Ainda garoto, seu pai lhe presenteou com um violão e Elvis conquistou o segundo lugar em um concurso de Novos Talentos.
Uma de suas maiores virtudes era a voz. Devido ao seu alcance vocal que, segundo especialistas, atingia notas musicais raras para um cantor popular, conquistou multidões e tornou-se um dos maiores ícones da cultura popular mundial do século 20.

Sucessos
Na lista dos maiores sucessos do Rei do Rock destacam-se Don't Be Cruel , Love me Tender , It's Now Or Never , Can't Help Falling In Love , Surrender , Crying In The Chapel , Mystery Train e Suspicious Minds , entre outras baladas.

Mais de 30 anos após sua morte, Elvis é até hoje um dos artistas solo detentor do maior número de hits nas paradas mundiais - e um dos maiores recordistas mundiais também em vendas de discos de todos os tempos. O astro tem mais de 1 bilhão de discos vendidos.

Inventor do rock
Entre suas marcas, uma das mais importantes aconteceu no dia 5 de julho de 1954. Elvis ensaiava algumas canções de forma improvisada quando começou a cantar That's All Right, Mama , provocando grande entusiasmo nos estúdios. Muitos creditam a esse episódio marque o nascimento do rock'n'roll.

Os dois lados da fama
Se de um lado Elvis tornou-se o primeiro grande astro da música popular no mundo, alcançando recordes de vendas de discos e topos nas paradas musicais nunca antes experimentados, por outro lado isso lhe trouxe alguns inconvenientes.

Elvis foi implacavelmente perseguido pelos múltiplos segmentos reacionários dos Estados Unidos de diferentes etnias. A classe dominante o julgava representante de uma estética popular inferior. Os negros, por sua vez, entendiam que nenhum branco poderia representar o rock, estilo que teve suas origens no r&b.

Elvis em Hollywood
Uma vertente menos cortante da faca de dois gumes da fama levou Elvis, entre 1960 e 1969, a experimentar no cinema o mesmo sucesso que ele tinha na música. Mesmo com uma avalanche de críticas, o mundo parou para ver Elvis Presley na tela grande. Os filmes eram ruins, mas faziam um tremendo sucesso de público. Entre os que mais atraíram plateias estão Estrela de Fogo (1960), Coração Rebelde (1961), Em Cada Sonho Um Amor (1962), O Seresteiro de Acapulco (1963) e Amor a Toda Velocidade (1964).

Prêmios
A consagração da crítica aconteceu somente no campo musical, quando, em 1967, ele ganhou o Grammy pelo disco How Great Thou Art - ao longo da carreira foram três Grammy. O disco foi um estrondoso sucesso de público e crítica, mostrando que, mesmo tendo abandonado a carreira hollywoodiana, Elvis continuava sendo Elvis.

Em maio do mesmo ano, ele ganharia outro prêmio, Priscilla. A garota de cara ingênua do Brooklyn, mais conhecida pelas novas gerações como musa da cinessérie de comédia Corra Que a Polícia Vem Aí , fisgou o coração do Rei e casou-se com ele. Os dois tiveram uma filha, Lisa Marie Presley, um ano mais tarde.

Cinco anos depois, em 1972, o casamento com Priscilla chegaria ao fim. Rumores de traições de parte a parte, além de uma concorrida agenda de shows do astro, culminaram no desgaste da relação. No ano seguinte, apesar da aparente depressão, Elvis voltou ao topo das paradas com a música Burning Love .

O adeus do Rei do Rock
Após a separação, Elvis começou a ter problemas de saúde, basicamente, pelo seu constante aumento de peso. Ainda assim, trabalhava muito, seus shows eram disputadíssimos, com um recorde de público quebrado após o outro. Em 1976, um ano antes de sua morte, Elvis fez mais de 100 espetáculos.

Contudo, em 16 de agosto de 1977, o Rei morreria. Sua morte, causada por um colapso fulminante associado à disfunção cardíaca, chocou o mundo. Ele foi encontrado morto no banheiro de sua famosa propriedade, Graceland, por sua namorada na época, Ginger Alden, por volta das 14 horas.

Milhares de fãs se aglomeraram em torno da casa de Elvis no dia de sua morte, fato que se repete até hoje, todos os anos, em Graceland, onde está o túmulo do artista.

Hoje não seria errado dizer que Elvis Presley é ainda maior do que foi em vida. Seu primeiro telefilme biográfico, Elvis , foi realizado em 1979. Em 1986, o mito entrou para o hall da fama do rock, na categoria de "sócio e fundador". No ano seguinte, um American Music Awards lhe concedeu o prêmio pelo conjunto da obra. Em 1991, a mansão de Graceland foi considerada Patrimônio Histórico dos EUA.

Por Fabiano Rampazzo
Fonte: Terra

Nenhum comentário: