domingo, 28 de fevereiro de 2010

Coldplay se apresenta no Rio de Janeiro neste domingo

Grupo britânico toca na Praça da Apoteose e portões abrem às 16h.
Banda de Cris Martin também faz show em São Paulo na terça-feira (2).

O Coldplay toca no Rio de Janeiro neste domingo (28), no primeiro show no Brasil da sua turnê "Viva la vida". A apresentação acontece na Praça da Apoteose, e os portões se abrem às 16h. O quarteto britânico também toca em São Paulo, no Estádio do Morumbi, nesta terça-feira (2).

As apresentações no Brasil fazem parte do trabalho de divulgação do último CD do grupo, "Viva la vida or death and all his friends". Os preços das entradas variam de R$ 160 a R$ 500.

Mais informações serão divulgadas no site oficial do show e no Coldplay.com. A banda britânica Bat For Lashes, liderada pela cantora Natasha Khan, e o grupo cuiabano Vauguart farão os shows de abertura.

O Coldplay abriu a turnê latino-americana em Buenos Aires na sexta-feira (26), e além do Brasil, toca em Bogotá (4 de março, no Parque Simon Bolivar), na Cidade do México (6 de março, no Foro Sol), em Guadalajara (9 de março, no Estádio Tres de Marzo) e em Monterrey (11 de março, no Estádio Universitário).

Os sete shows em estádio vão marcar o final da turnê mundial "Viva la vida", que, de acordo com a organização dos shows, teve mais de 159 apresentações com cerca de 2,75 milhões de pessoas em 25 países.

Coldplay no Brasil

Rio de Janeiro

Quando: Domingo (28)

Onde: Praça da Apoteose, sem número

Quanto: Entre R$ 500 e R$ 250, com direito à meia entrada

Informações: www.showcoldplay.com.br


São Paulo

Quando: Terça-feira (2)

Onde: Estádio do Morumbi - Praça Roberto Gomes Pedrosa, nº 1

Quanto: Entre R$ 160 e R$ 500, com direito à meia entrada

Informações: www.showcoldplay.com.br

Foto: Stephan Craneanscki/Divulgação
Fonte: G1

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Clipe de Shakira com o tenista Rafael Nadal faz estreia mundial na sexta-feira

O site da MTV lançará nesta sexta-feira (26), com exclusividade no mundo todo, o clipe de "Gypsy", nova música da cantora colombiana Shakira e que conta com a participação do tenista espanhol Rafael Nadal. A partir das 8h de Brasília, o vídeo poderá ser visto na íntegra no site da emissora por 24 horas.

Semana passada a Sony divulgou 30 segundos de "Gypsy", nos quais Nadal aparece deitado no chão ao lado de Shakira, trocando carinhos e olhares com a artista.

Vestida com um traje preto que deixa a barriga e os ombros à mostra, Shakira aparece ao lado de um Nadal em roupas casuais, de camisa branca e calça jeans, contrastando com sua companheira de cena.

"Gypsy" é o terceiro single de "She Wolf", o mais recente álbum de Shakira, lançado no ano passado.

Fonte: Agência EFE/Uol

Roberto Carlos abre exposição de memorabilia no dia 5 de março em São Paulo

As comemorações de cinco décadas de carreira de Roberto Carlos ganham continuidade em 2010 com a exposição "Roberto Carlos - 50 Anos de Música", que abre para o público no dia 5 de março na Oca do Parque do Ibirapuera, em São Paulo. A mostra completa sobre a história do Rei, com curadoria de Marcello Dantas, receberá visitantes até 8 de maio, de terça-feira a domingo, das 10h às 21h.

Os ingressos custam R$ 5 às terças e quartas-feiras, e R$ 20 de quinta a domingo. Estudantes têm direito a meia-entrada e pessoas maiores de 60 anos não pagam. Excepcionalmente na segunda-feira do dia 8 de março, quando é celebrado o Dia Internacional da Mulher, a exposição estará aberta para receber visitação.

A mostra será dividida por temas que fazem parte da carreira do Rei, como a Jovem Guarda (um documentário inédito dirigido por Carlos Nader registra o período), as lembranças de Cachoeiro do Itapemirim (outro vídeo inédito de Raquel Couto traz imagens da cidade, depoimentos de habitantes e de Roberto Carlos falando sobre sua infância) e o amigo fé e irmão camarada Erasmo Carlos ganha uma sessão especial.

A discografia completa de Roberto Carlos estará reunida pela primeira vez em todos os discos gravados em português, espanhol, italiano, francês e inglês. São 90 discos, sendo 37 internacionais, com 984 músicas no total --as coletâneas ficaram de fora.

O gosto do Rei pelos carros e caminhões são representados pela coleção do cantor, que colocará à mostra um Calhambeque, um Cadillac, um LTD e uma Mercedes-Benz 1978 prateada. Além disso, produtores de flores da cidade de Holambra doarão semanalmente 2100 rosas vermelhas que formarão um jardim em homenagem aos fãs do artista.

Através de um site, internautas enviaram centenas de vídeos, fotos e slideshows que foram editados pelo jornalista Marcelo Tas e será apresentado em primeira mão na mostra. Haverá também depoimentos e simulações digitais, centenas de fotos e imagens de Roberto Carlos, uma brincadeira de palavras cruzadas para preencher as frases célebres tiradas das letras do Rei e um espaço para cantar a música "Eu Quero Apenas" (quem participar, recebe uma senha para baixar a gravação na internet).

A exposição integra a série de comemorações dos 50 anos de carreira de Roberto Carlos, que começou em maio do ano passado com o show "Elas Cantam Roberto" e reuniu algumas das mais importantes cantoras da música brasileira em São Paulo. O cantor também se apresentou no Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, e fez uma temporada de nove shows no Ginásio do Ibirapuera para um total de 85,5 mil pessoas, batendo recorde de público.

A comemoração também vai promover o concerto "RC Rock Symphony", com o cantor homenageado ao lado de astros do rock nacional, e o show "Emoções Sertanejas", que reunirá o Rei com nomes do gênero (veja quem vai cantar no evento). Neste ano de 2010, o Rei pretende lançar um disco de inéditas e leva sua turnê de comemoração a Nova York.

"Roberto Carlos - 50 Anos De Música"
Exposição em São Paulo

Quando: de 05/03 (a partir das 19h) a 09/05
Onde: Oca do Parque do Ibirapuera (Pavilhão Lucas Nogueira Garcez - Av. Pedro Álvares Cabral, s/n, portão 03, Parque Ibirapuera
Horários: de terça-feira a domingo, das 10h às 21h
Quanto: R$ 5 às terças e quartas-feiras, e R$ 20 de quinta a domingo. Estudantes têm direito a meia-entrada e pessoas maiores de 60 anos não pagam
Informações: 0/xx/11/3078-5988

Fonte: Uol

'É uma grande responsabilidade', diz novo baterista dos Titãs

Mario Fabre faz sua estreia com a banda ao vivo na próxima terça (2).
Charles Gavin deixou o grupo alegando ‘esgotamento físico e mental’.

No dia em que os Titãs anunciaram a saída de Charles Gavin, as baquetas de uma das mais importantes bandas de rock do Brasil já tinham dono: Mario Fabre. O músico foi sugerido pelo irmão de Gavin e com o aval do próprio, que declarou considerá-lo "um excelente baterista" e responsável por tornar a ruptura "menos dolorosa".

Prestes a fazer seu primeiro show com a banda -- em 2 de março em Florianópolis, Santa Catarina --, Fabre tem a missão de acompanhar Branco Mello, Paulo Miklos, Sérgio Britto e Tony Bellotto na turnê do mais recente disco dos Titãs, “Sacos plásticos”, vencedor do Grammy Latino de melhor álbum de rock brasileiro de 2009.

Aos 41 anos de idade e 27 de carreira, o baterista já tocou com músicos de blues como André Christovam e Flávio Guimãrães, mas se considera essencialmente roqueiro. Uma de suas empreitadas mais recentes foi acompanhar o 999, uma banda punk inglesa formada nos anos 70, em apresentações no Brasil e na Argentina no ano passado.

"Sempre gostei muito de Titãs, Paralamas e The Police, que é uma referência básica. Ouvia muito soul, coisas da gravadora Motown. Daí veio meu interesse pelo blues", conta o artista, que formou uma das bandas pioneiras do estilo em São Paulo, chamada Spirit Blues.

"Também toquei em discos de metal como músico contratado. Acabo pegando muitos trabalhos porque eu escuto as músicas e decoro fácil, também escrevo partituras. Chego lá e toco do jeito que os músicos querem. Isso foi passando no boca a boca."

O primeiro contato com a música foi aos sete anos, quando Fabre pegou um cavaquinho e começou a tocar. "Meu pai gostava muito de chorinho e eu fiquei viciado, tinha vezes em que ele até guardava o instrumento, preocupado com a minha obsessão", diverte-se.

A situação mudou quando ele comprou uma bateria usada, aos 14 anos. "Eu era menor de idade e meu pai reclamava porque tinha de ir a shows que ele não gostava. Foi tudo por amor à música, nunca por querer ser famoso. No começo, ganhava bem pouquinho, depois com o tempo comecei a fazer as coisas. Minha família sempre me deu muito apoio, nunca tive grandes problemas."

Dos sete anos e meio de curso na Escola Municipal de Música Erudita, Fabre fez quatro. "Ou eu parava ou virava músico erudito. Não dava para conciliar com o rock ‘n’ roll."

Sobre o desafio de ser o novo integrante dos Titãs, o baterista se diz "tranquilo". “Fizemos dois ensaios, passamos todas as músicas – são quase 30 – e montamos o show”, conta Fabre. “Estou muito contente, eles são muito legais. Entre eles está tudo certo, continuam amigos. É uma grande responsabilidade entrar lá. Imagina ser casado com alguém por 25 anos e depois trocar. É difícil conviver com outra pessoa. Mas rolou uma empatia logo de primeira, é um relacionamento musical. Eu vivi muito a concepção do rock ‘n’ roll. O fraseado de bateria não pode ser complexo nem muito cru, tem que ter um meio termo. É uma questão de experiência. Toco há muito tempo com pessoas extremamente exigentes, que excursionam pelo mundo. A oportunidade que estão me dando é muito boa, e espero que seja para eles também.”

Mario Fabre conheceu Cesar Gavin, irmão de Charles, na década de 1980, quando montaram juntos a banda Bala de Prata. “Seguimos caminhos diferentes, mas a amizade continuou. Por indicação dele, mandei um e-mail para o Charles Gavin dizendo que tinha interesse em fazer um teste para ser baterista dos Titãs, se eles permitissem. Eles foram muito receptivos. Pensei: ‘quem sabe não sou o baterista que eles estão procurando?’”, conta.

O artista não conhecia os integrantes pessoalmente, mas a facilidade para tirar músicas de ouvido o ajudou a conseguir a vaga. “Combinamos de nos encontrar no estúdio, eu fui lá e tirei as músicas. O repertório tinha 12 faixas, incluindo ‘Polícia’, ‘Porrada’, ‘Porque eu sei que é amor’, ‘Marvin’, ‘Go back’, ‘Bichos escrotos’. Depois pediram para tocar ‘A melhor banda de todos os tempos da última semana’. Não me pediram para mudar nada na maneira como eu toco, só alguns detalhes. Falamos mais sobre o repertório, a dinâmica dos shows. À noite, me ligaram avisando que eu tinha sido escolhido.”

‘Muito gás’

Segundo o novo integrante, o clima na banda está ótimo. “Eles estão muito animados para continuar tocando, fazendo shows. Eu acho que a banda não vai mudar nada, vai ganhar mais força ainda. Acho que eles ainda têm muito gás para continuar a carreira, porque têm cultura e fazem boas letras”, diz.

“Hoje a linguagem das pessoas mudou, as gírias mudaram, surgiram novas tendências, como o emo. Se falarem que agora a moda é música erudita, todo mundo vai ouvir. Os Titãs atravessam as décadas porque têm cultura musical e bom senso, se preocupam em falar coisas sérias, por isso eles sobrevivem, assim como os Paralamas do Sucesso. Até hoje, mesmo quando os Titãs falam de amor, tem uma pegada mais ácida. Tem mais veneno, não é aquela coisa de sofrimento.”

Fabre também compõe letras e não descarta a possibilidade de criar material novo, mas mantém os pés no chão. “Não sei se vai rolar, só o tempo vai dizer. Eu não tenho essa ambição. Para mim, tocar já é muito prazeroso, nem pensei muito em opinar. Meu estilo de tocar vai aparecer nitidamente.”

'Esgotamento físico e mental'

Em 12 de fevereiro, Charles enviou um e-mail aos fãs, publicado no site “Planeta Titãs”, explicando seus motivos por deixar a banda.

“Meu afastamento se deve a um esgotamento físico e mental, provocado pelo que acontece quando uma banda como os Titãs alterna, ano após ano, álbuns e turnês - condição muito bem retratada na música ‘Turnê’, do disco ‘Domingo’”, escreveu. “Apesar de saber que a essência de uma banda de rock ‘n’ roll é estar na estrada, como diz a canção do disco ‘Sacos plásticos’, percebi que não estava feliz - são as contradições da vida.”

Por Lígia Nogueira
Fonte: G1

Clássico dos Rolling Stones será relançado com faixas bônus

Um dos maiores clássicos dos Rolling Stones, o álbum “Exile on Main Street”, será relançado em breve com material bônus. O relançamento está agendado para o dia 17 de maio e trará três versões diferentes.

O CD normal trará as 18 faixas originais do disco, que foi lançado em 1972 como LP duplo. A edição ‘deluxe’ trará 10 faixas extras, incluindo versões alternativas de “Loving Cup” e “Soul Survivor”, e músicas inéditas. Uma terceira versão, ‘super deluxe’, trará as músicas extras, um DVD com documentário de 30 minutos, um livro com 50 páginas e discos de vinil.

No mesmo dia do relançamento de “Exile on Main Street” a rede de TV britânica BBC vai transmitir o documentário “Stones in Exile”.

Por Eduardo Guimarães
Fonte: Território da Música

Elba Ramalho anuncia gravação de DVD em show gratuito

Está agendada para o dia 12 de março a gravação do novo DVD ao vivo da cantora Elba Ramalho. Este novo trabalho em vídeo será registrado no Marco Zero da cidade de Recife e comemora o aniversário da capital pernambucana e os 30 anos de carreira da cantora paraibana.

O show será aberto ao público e contará com alguns convidados especiais. Estão confirmadas as participações de André Rio, Chico César, Geraldo Azevedo e Zé Ramalho.

Elba foi a responsável por encerrar as comemorações oficiais do Carnaval pernambucano deste ano com um show no mesmo local onde será gravado seu DVD, o Marco Zero. Agora a cantora foca a atenção nos preparativos para a gravação deste trabalho.

Antes da gravação do DVD comemorativo Elba Ramalho faz um show na região do Grande ABC, em São Paulo, nesta sexta-feira, 26. O show será realizado na área de eventos do SESC em Santo André. Confira:

26/02/2010 - Santo André/SP
SESC Santo André - Rua Tamarutaca, 302
Classificação etária: 12 anos
Horário: 21h00
Ingressos: R$ 20,00 [inteira] / R$ 10,00 [usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante] / R$ 5,00 [trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes].
Informações: 11 4469-1200 / www.sescsp.org.br

Por Eduardo Guimarães
Fonte: Território da Música

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Cordel do Fogo Encantado anuncia fim do grupo e lançamento de CD e DVD ao vivo

Após 11 anos de carreira, o grupo Cordel do Fogo Encantado anunciou nesta quarta-feira (24) que vai abandonar os palcos. Em comunicado, o produtor Antonio Gutierrez afirma que a decisão implica na "suspensão das apresentações ao vivo, como também da gravação em estúdio de material inédito".

Segundo a nota, a decisão de terminar com a banda veio do vocalista e fundador do grupo José Paes de Lira, o Lirinha, que escreveu: "Revelo, por respeito aos que me acompanham, a minha vital necessidade de trilhar novos caminhos. Ajudei a desenvolver um dos espetáculos mais originais da cultura pop do país e é com esse sentimento de orgulho que sigo em frente".

No entanto, mesmo com o fim do grupo, o Cordel do Fogo Encantado vai lançar um CD e DVD ao vivo do show que fez na praça do Marco Zero, em Recife, no último dia 14 de fevereiro. A banda também pretende lançar material de arquivo registrado ao longo de mais de dez anos.

O último disco lançado pelos pernambucanos do Cordel é "Transfiguração", de 2006. Antes, a banda lançou um disco homônimo em 2002, "O Palhaço do Circo Sem Futuro" (2003) e o DVD "MTV Apresenta Cordel do Fogo Encantado" (2005).

Fonte: Uol

Sade lidera paradas de álbuns pop pela segunda semana nos EUA

A cantora Sade liderou a parada de álbuns pop dos Estados Unidos pela segunda semana, nesta quarta-feira (24), enquanto as vendas gerais caíram no período pós-Dia dos Namorados no país. O primeiro álbum da banda britânica de Sade lançado em quase dez anos, "Soldier of Love", vendeu 190 mil cópias na semana encerrada em 21 de fevereiro, segundo a Nielsen SoundScan.

A melhor estreia na lista Billboard 200 foi de "The Constant", da banda de rock Story of the Year, no 42º lugar, com vendas de 14 mil cópias. O álbum anterior do grupo, "The Black Swan", estreou em abril de 2008 na 18ª posição, com 21 mil cópias vendidas. Oito lançamentos povoaram os Top 40 na semana passada.

"Need You Now", de Lady Antebellum, que tinha liderado a parada antes, manteve o segundo lugar com vendas de 144 mil unidades e se tornou o primeiro álbum do ano a vender 1 milhão de exemplares --chegou a 1.041.000 em sua quarta semana nas lojas. É o primeiro título a passar de 1 milhão de cópias tão cedo no ano desde que "Documentary", do Game, o fez na quinta semana de 2005.

"The E.N.D.", do Black Eyed Peas, saltou cinco lugares, chegando ao número 3 com vendas de 65 mil unidades na semana; "The Fame", de Lady Gaga, subiu três posições, para número 4, com 63 mil cópias, e "Rebirth", de Lil Wayne, caiu uma posição, para a quinta, com 58 mil unidades vendidas.

"I Dreamed a Dream", de Susan Boyle, subiu três posições, para número 6 (51 mil cópias vendidas), "The Element of Freedom", de Alicia Keys, subiu cinco posições, para número 7 (39 mil), e "Another Round", de Jaheim, caiu cinco posições em sua segunda semana nas lojas, para número 8 (36 mil). "Haywire", do cantor country Josh Turner, caiu quatro posições, para a número 9 (33 mil cópias), também em sua segunda semana, e "Fearless", de Taylor Swift, se manteve na 10ª posição (32 mil).

As vendas totais de álbuns totalizaram 6,53 milhões de unidades, uma queda de 17% em relação à semana anterior (7,83 milhões) e de 12% em comparação à semana equivalente de 2009 (7,41 milhões). Até agora neste ano as vendas estão 7% abaixo do período equivalente de 2009, com 45,05 milhões de unidades vendidas.

Por Keith Caulfield
Fonte: Reuters/Uol

Claudia Leitte vai a Los Angeles para terminar seu novo CD

Encerrada a maratona do Carnaval 2010, Claudia Leitte já embarcou para os Estados Unidos, onde fica até o dia 23 de março, para finalizar seu novo disco. Em sua última semana de férias, a cantora passa por Los Angeles para masterizar seu novo CD, ainda sem título definido, que vai lançar em abril. De acordo com a assessoria de Claudia, ela vai decidir o nome do álbum durante a viagem.

Além do marido, o empresário Marcio Pedreira, e do filho Davi, a cantora tem a companhia de seu piloto particular, Bernardo, e da mulher dele, que é norte-americana e está viajando com a família pelo país.

De volta ao Brasil, Claudia finaliza o seu segundo DVD, que tem previsão de lançamento para o início do segundo semestre. O registro vai trazer sete clipes de músicas inéditas da cantora.

Fonte: Uol

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Skank divulga clipe de "Noites de um Verão Qualquer"

A banda Skank divulgou nesta terça-feira, 23, em seu site oficial o clipe da música "Noites de um Verão Qualquer". Assista abaixo:



O vídeo é uma animação em stop-motion, feita com mais de três mil fotos da banda. As ilustrações e direção são de Conrado Almada.

"Noites de um Verão Qualquer" é a nova música de trabalho de Estandarte, décimo álbum do grupo, lançado em 2008.

Fonte: Rolling Stone

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Motörhead e Metallica tocam no mesmo dia no Rock in Rio Madri

Madri - A organização do Rock in Rio Madri confirmou nesta terça-feira (23) que a veterana banda britânica Motörhead vai tocar no festival no dia 14 de junho, no mesmo dia em que o Metallica.

Antes, já haviam sido confirmados os shows de estrelas como Shakira, Bon Jovi, Rihanna, Hannah Montana, Rage Against the Machine, John Mayer e DJ Tiesto, além do próprio Metallica.

As entradas para o Rock in Rio Madri foram colocadas à venda hoje. Segundo a organização, mais de 32 mil ingressos já foram vendidos.

A primeira edição do Rock in Rio Madri aconteceu em 2008 na cidade espanhola de Arganda del Rey, nos arredores da capital espanhola, e contou com a presença de 290 mil espectadores.

Fonte: Agência EFE/Uol

Scorpions passará pelo Brasil na turnê mundial de despedida

O grupo alemão Scorpions incluirá o Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru na turnê mundial de despedida do público, depois de 45 anos de carreira.

Scorpions, que anunciou sua saída de cena aos fãs pelo seu site, publicará em 23 de março seu último álbum de estúdio, "Sting in the tail", e realizará uma viagem para percorrer os cinco continentes durante três anos.

No Brasil, o grupo pretende realizar quatro shows, entre os dias 16 e 22 de setembro de 2010. Recentemente, a banda fez uma viagem de 15 shows pela América Latina, incluindo o Rio de Janeiro.

Ao anunciar a despedida, o vocalista Klaus Meine expressou a intenção da banda de "dizer adeus em grande estilo" com "a mesma paixão" de quando começaram a carreira, em 1965.

Desde então, Scorpions vendeu mais de 100 milhões de discos e assinou sucessos como "Rock you like a hurricane" e a balada "Still loving you".

"A viagem de três anos pelos cinco continentes representa para nós um enorme desafio e é uma grande satisfação podermos fazer uma despedida junto de nossos fãs", afirmou o guitarrista do grupo, Matthias Jabs.

Fonte: Agência EFE/Uol

Estúdio Abbey Road é declarado sítio histórico

LONDRES (Reuters Life!) - O estúdio de gravação Abbey Road, celebrizado pelos Beatles, foi classificado pelo governo britânico na terça-feira como sítio histórico, visando proteger o santuário da música pop contra quaisquer planos de modificações radicais no imóvel.

A notícia divulgada na semana passada de que a gravadora EMI, proprietária do estúdio, estaria se preparando para vendê-lo, atraiu interesse mundial e suscitou receios de que o local pudesse ser convertido em imóvel residencial.

Seguindo o parecer do organismo de preservação nacional English Heritage, a ministra britânica da Cultura, Margaret Hodge, situou o estúdio na segunda mais alta categoria de locais a serem preservados, classificando-o como edifício tombado Grau 2.

Em comunicado à imprensa, a ministra disse que a classificação foi dada "com base no mérito histórico do estúdio" e devido a sua "enorme importância cultural".

O novo status significa que, embora possam ser feitas modificações no interior do imóvel, quaisquer reformas propostas terão que respeitar o caráter e a preservação dele.

O estúdio Abbey Road virou sinônimo dos Beatles, que ali gravaram quase todos seus álbuns e singles entre 1962 e 1970. O Pink Floyd também gravou no estúdio seus álbuns do final dos anos 1960 e meados dos anos 1970.

Turistas ainda posam frequentemente para fotos no cruzamento vizinho para pedestres na rua Abbey, que é vista na capa do álbum "Abbey Road", dos Beatles.

Entre os que pediram que o imóvel fosse tombado estão o ex-Beatle Paul McCartney e o empresário musical Andrew Lloyd Webber, que assinalou que seria um potencial comprador.

A EMI disse no domingo que quer continuar a ser proprietária do estúdio, situado no bairro de St. John's Wood, na zona norte de Londres, mas que está discutindo com outras partes a possibilidade de renová-lo.

A gravadora, que pertence ao grupo de participações acionárias Terra Firma, declarou anteriormente que saudava as notícias sobre o tombamento previsto, apesar de as restrições envolvidas no tombamento potencialmente reduzirem o valor de venda do imóvel.

"O fato de tanto interesse ter sido suscitado pela impressão de que o futuro do Abbey Road estaria ameaçado é testemunho tanto da importância da música na vida das pessoas quanto das paixões que esse tipo de questão suscita", disse Hodge.

Por Stefano Ambrogi
Fonte: Uol

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Roberto Carlos anuncia convidados no especial "Emoções Sertanejas"

O cantor Roberto Carlos vai realizar no dia 17 de março o especial Emoções Sertanejas", ocasião em que artistas sertanejos dividirão o palco com o Rei. A apresentação acontecerá no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

Confira a lista dos convidados:

- Victor & Leo
- Bruno & Marrone
- Chitãozinho & Xororó
- César Menotti & Fabiano
- Gian & Giovani
- Zezé di Camargo e Luciano
- Rionegro & Solimões
- Milionário & José Rico
- Daniel
- Leonardo
- Sérgio Reis
- Roberta Miranda
- Martinha
- Nalva Aguiar
- Elba Ramalho

Por Tatiana Pires
Fonte: Kboing

Sade volta ao topo das paradas com 'Soldier of Love'

Depois de uma década longe dos estúdios, Sade não tem do que se queixar quando o assunto é resposta do público. A cantora que nasceu na Nigéria e é britânica naturalizada, conseguiu vender 501 mil unidades de seu novo disco, Soldier of Love, se mantendo no top 10 dos mais vendidos nos Estados Unidos.

A lembrar que todos os demais discos da cantora, Diamond Life (1984), Promise (1985), Stronger Than Pride (1988), Love Deluxe (1992) e Lovers Rock (2000) conseguiram ficar no topo das vendas e chegaram à lista dos 10 discos mais populares quando foram lançados.

Fonte: Terra

EMI afirma que não venderá Abbey Road

A gravadora EMI não venderá os míticos estúdios londrinos de Abbey Road, onde os Beatles gravaram vários álbuns, anunciou a empresa neste domingo, após as reações provocadas pela possibilidade.

"Em meados de 2009, recebemos uma oferta de compra de Abbey Road de mais de 30 milhões de libras (45 milhões de dólares), mas rejeitamos porque acreditamos que Abbey Road deve seguir nas mãos da EMI", afirma a gravadora em um comunicado.

A EMI confirmou que existem discussões preliminares para voltar a promover Abbey Road com sócios interessados e apropriados, com uma injeção de capital.

O grupo, comprado pelo fundo de investimentos Terra Firma em 2007, não revelou mais detalhes sobre o projeto, mas informou que os estúdios prosseguirão dedicados às gravações.

O jornal Financial Times informou na semana passada que a EMI havia colocado à venda os estúdios para tentar saldar a dívida contraída pelo fundo Terra Firma para sua compra.

A EMI comprou o edifício 3 de Abbey Road, na zona noroeste de Londres, por 100.000 libras em 1929. Durante a Segunda Guerra Mundial, o estúdio foi usado para a gravação dos discursos de propaganda do governo e da programação da BBC.

Os Beatles utilizaram os estúdios de 1962 a 1969, imortalizando a rua na capa do álbum de 1969 Abbey Road. Os Fab Four - John Lennon, Ringo Star, Paul McCartney e George Harrisson - aparecem na imagem atravessando a rua.

O Pink Floyd também gravou no local o clássico Dark Side of the Moon.

O projeto de venda dos estúdios provocou muitos protestos. McCartney manifestou esperança de uma salvação para o prédio, enquanto a National Trust, associação que administra os edifícios históricos da Grã-Bretanha, anunciou que estuda a possibilidade de adquirir o imóvel.

Fonte: AFP/Terra

Lançamentos de discos brasileiros diminuem 80%

Número foi divulgado pela Federação Internacional da Indústria Fonográfica; grandes gravadores apontam os motivos

Número de discos nacionais lançados em 2008 é um décimo de uma década atrás; Zezé Di Camargo reclama de pirataria
A música brasileira está com uma corda em volta do pescoço. É o que aponta o relatório da Federação Internacional da Indústria Fonográfica de 2010, divulgado no fim de janeiro.

Segundo o estudo, os lançamentos de discos de artistas nacionais pelas cinco maiores gravadoras do país caíram 80% entre 2004 e 2008. E, em 2008, foram lançados 67 álbuns de artistas nacionais pelas mesmas companhias -um décimo do número de uma década atrás.

Os números soam ainda mais pessimistas em um mercado como o brasileiro, no qual 70% da música consumida é local.

Mas, para Paulo Rosa, presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD), a estatística é inflada. "Essa redução é muito menor do que os 80% apontados", afirma. Rosa explica que as gravadoras dividem seus produtos em três séries de preço -alta, média e econômica. Mas, com as condições adversas de mercado, cada vez mais lançamentos de artistas nacionais são feitos com preço mediano. E o levantamento do IFPI considerou como lançamento apenas aqueles de preço mais alto. "Embora a estatística seja exacerbada, é a realidade. O investimento no repertório nacional diminuiu muito", rebate José Antônio Éboli, da Universal.

A Folha ouviu os presidentes das cinco principais gravadoras brasileiras sobre as causas para essa queda e a pirataria física e virtual é a primeira apontada. "Ela só vai diminuir mais o investimento em repertório local", diz Sérgio Affonso, presidente da Warner. Para Alexandre Schiavo, da Sony, falta uma lei severa contra a prática.

Para Zezé Di Camargo, que viaja o país fazendo shows, a pirataria se beneficia da ausência de pontos de venda em pequenas cidades. ""É muito difícil comprar um disco original no interior. Antes, qualquer cidade tinha sua loja. Hoje, tem muita gente que compra o pirata porque não encontra o original", afirma. O cantor defende que se esses pontos ainda existissem, venderia 30% a mais de seus discos. "Hoje, a gente vende 30%, 40% de discos que vendíamos. É muito diferente do que era há dez anos", diz Zezé, que, ao lado do irmão, Luciano, foi um dos artistas mais comercializados no Brasil em 2008.

Para Leonardo Ganem, da Som Livre, com a queda de venda de CDs as gravadoras passaram a arriscar menos. "A indústria tinha como lema gravar dez artistas para ter dois sucessos. Hoje, isso seria uma insanidade. Você tem que ser muito mais seletivo", diz Éboli.

Nesse cenário, artistas estrangeiros já consagrados se beneficiam. "Boa parte do que você tem que fazer vem pronto, o custo é menor", diz Affonso sobre gastos como gravação de disco e divulgação.

"Infelizmente, vai voltar a ser como na década de 70, 80, quando o mercado era 25% de música brasileira e 75% de internacional", arrisca ele. O que mudou esse quadro foi um incentivo que o governo criou para gravação nacional. As companhias podiam abater do ICM (imposto sobre circulação de mercadoria) a ser pago o que investiam em artistas nacionais, explica Éboli. "Mas o incentivo foi retirado há cinco anos. O produto nacional passou a competir em igualdade com o internacional por investimento. É como comparar o "Avatar" a um filme nacional."

Apesar da redução, Rosa é otimista em relação à venda de música brasileira, 70% do total. "É uma taxa muito alta de repertório local, superada apenas pelo mercado americano." Marcelo Castello Branco, da EMI, concorda: "É uma posição diferenciada".

Por Bruna Bittencourt
Leticia Moreira/Folha Imagem
Fonte: Folha de São Paulo

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Lady GaGa no Brasil: Time 4 Fun traz a cantora para dois shows em junho

Lady GaGa está confirmada para o Brasil. O martelo foi batido e, como já era esperado, a Time 4 Fun venceu e vai trazer a artista para o Brasil.

"GaGa assinou com a Live Nation que é parceira da Time 4 Fun no Brasil, aí ficou fácil! Ela vem mesmo para dois shows em junho.", disse uma fonte ao Portal POPLine.

Desde o início da tarde dessa sexta-feira, 19, circula nos bastidores que duas datas foram fechadas. No dia 12 de junho, o show acontece no Jockey Club, no Rio de Janeiro. No dia seguinte, o estádio do Morumbi, em São Paulo, recebe a "The Monster Ball Tour".

Embora a Time 4 Fun ainda não tenha feito um anuncio oficial, a própria Lady GaGa deve usar seus veiculos oficiais para anunciar as suas datas na América do Sul. Ainda não há previsão para o início das vendas dos ingressos.

Fonte: MTV

Ke$ha lidera parada da "Billboard" pela nona semana consecutiva

A cantora norte-americana Ke$ha liderou pela nona semana consecutiva a parada de sucessos Hot 100 da "Billboard" com a canção "Tik Tok", revelou a publicação nesta quinta-feira (18).

Em segundo lugar ficou a estreia de "We Are the World 25: For Haiti", regravação de "We Are The World", gravada por dezenas de artistas em prol do Haiti.

"Imma Be", single novo do Black Eyed Peas, ficou com a terceira posição, enquanto "Bed Rock", do Young Money, aparece em quarto lugar.

Lady Gaga ocupa o número cinco do ranking com "Bad Romance", seguida por Lady Antebellum com "Need You Now". Em sétimo, "Hey Soul, Sister", do Trains. Na sequência aparece Ludacris com "How Long".

Em oitavo lugar ficou "In My Head", de Jason DeRulo. Em décimo, o DJ e produtor David Guetta com "Sexy Chic".

Fonte: Uol

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Cantora Rihanna quer ser uma das "Panteras"

Rihanna é candidata a nova "Pantera". A cantora está cotada para interpretar uma quarta personagem em um terceiro filme da série, chamada em inglês de "Charlie's Angels".

Cameron Diaz, Drew Barrymore e Lucy Liu estrelaram dois filmes, em 2001 e 2003, que adaptaram a popular série de TV dos anos 70 sobre um trio de investigadoras particulares para o cinema.

A cantora teria dito que "amaria" ser uma das protagonistas. "Estou focada, não somente em música, sou muito criativa e gostaria de fazer outras coisas, ligadas à moda e ao cinema, por exemplo."

Barrymore, que também é produtora do filme, estaria trabalhando em um "remake" da história para a TV, segundo o blogueiro Perez Hilton, cujo apelido é inspirado no nome da herdeira Paris Hilton.

De acordo com o site SciFi Wire, outra produtora de "As Panteras", Nancy Juvonen, quer que a cantora faça teste para um papel em provável novo longa.

Fonte: Folha Online

Single com gravações inéditas de Jimi Hendrix será lançado no dia 1º de março

Duas gravações de Jimi Hendrix serão lançadas oficialmente pela primeira vez no dia 1º de março, em formato digital, e em vinil de sete polegadas, uma semana depois.

O single traz as canções "Bleeding Heart" --cover do cantor de blues Elmore James gravado em 1969-- e "Peace in Mississippi".

De acordo com o site do semanário inglês "New Musical Express", "Bleeding Heart" ganhou um clipe dirigido por Julian Temple, do documentário sobre os Sex Pistols "The Filth and The Fury".

O single precede o lançamento do disco "Valleys of Neptune", com gravações inéditas de Hendrix. A compilação chega às lojas britânicas no dia 8 de março, e traz, além de "Bleeding Heart", faixas como "Sunshine of Your Love" --do Cream--, e outras gravações do guitarrista nunca lançadas oficialmente.

Fonte: Uol

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Beyoncé é recordista em vendas de música nos EUA na década passada

Cantora obteve 64 certificações de ouro e platina.
Britney Spears foi a artista feminina mais premiada.

A estrela pop Beyoncé se tornou a artista que mais vendeu música durante a década passada nos Estados Unidos, à frente de Michael Jackson e do grupo The Eagles, informou nesta quinta (18) a Associação Americana da Indústria Fonográfica (RIAA, na sigla em inglês).

A cantora, que recentemente arrastou multidões em apresentações no Brasil, obteve no total 64 certificações de ouro e platina pela comercialização de discos, músicas, videoclipes, toques para telefones celulares e downloads legais pela internet entre 2000 e 2009.

Beyoncé foi seguida pelo grupo The Eagles, que conseguiu 48 certificações, enquanto Jackson, que morreu em junho do ano passado, ficou com o terceiro lugar, com 44.

A cantora country Taylor Swift superou Beyoncé em vendas na internet, enquanto Britney Spears foi a artista feminina que mais recebeu prêmios pela venda de seus álbuns.

O rapper Kanye West foi o artista masculino que teve mais canções vendidas, título que foi para o Linkin Park entre os grupos.

"Temos desafios, mas a nova década nos traz razões para a esperança e o otimismo. O apetite pela música é mais forte do que nunca, e o terreno para a inovação é incrível", disse o presidente da RIAA, Mitch Bainwol.

Em 2008, a Associação comemorou o 50º aniversário da concessão de sua primeira canção de ouro, "Hard headed woman", de Elvis Presley.

Fonte: Agência EFE/G1

Paul McCartney lança campanha para transformar Abbey Road em patrimônio nacional

Londres - A notícia sobre os planos da gravadora EMI para vender os Estúdios Abbey Road, onde os Beatles gravaram a maior parte de seus discos, desencadeou uma campanha popular em favor de transformá-los em patrimônio nacional do Reino Unido.

A campanha surgiu em um popular programa de rádio da BBC e se propagou com grande rapidez, com centenas de pessoas entrando em contato nas últimas 48 horas com o National Truste, órgão do patrimônio nacional, para pedir que compre os lendários estúdios.

A iniciativa partiu do diretor do programa radiofônico, Chris Evans, e do ex-beatle Paul McCartney, que sugeriram ao vivo a possibilidade de o National Truste se envolver, gerando uma imediata reação dos ouvintes, com inúmeros e-mails e campanhas nas redes sociais Facebook e Twitter.

"Não é habitual que o público sugira de maneira espontânea que deveríamos comprar um edifício famoso", disse um porta-voz do National Truste em comunicado. O porta-voz reconheceu que "os Estúdios Abbey Road parecem ser muito queridos pela nação". Por isso, serão realizadas pesquisas para saber "até que ponto uma campanha neste sentido é desejável e factível".

O National Truste perguntará aos cidadãos se acham que o estúdio deveria se transformar em patrimônio nacional e, segundo seu porta-voz, "poderia lançar uma campanha para salvá-los". Até agora, não se estabeleceu preço ao edifício do estúdio, situado no bairro nobre de St John's Wood, no noroeste de Londres. No entanto, segundo diversas informações, o preço oscila entre 10 milhões e 30 milhões de libras (entre US$ 15,6 milhões e US$ 47 milhões).

Ponto turístico

Os estúdios são um lugar emblemático da capital britânica onde constantemente podem ser vistos turistas fotografando na faixa de pedestres que há em frente ao edifício, imortalizado pelos quatro beatles na fachada do álbum "Abbey Road".

Paul McCartney expressou seu apoio a qualquer campanha que se inicie para "salvar" o futuro do estúdio. "Há um grupo de gente que estiveram associadas ao estúdio durante muito tempo e que falavam sobre uma campanha para salvá-lo. Simpatizo com eles. Espero que possam fazer algo. Seria maravilhoso", disse McCartney, que vive nesse bairro.

Em declarações ao programa de televisão da BBC "Newsnight", o ex-beatle disse ter "muitas lembranças" das gravações com os Beatles e assegurou que "continua sendo um grande estúdio. Portanto, seria ótimo se alguém conseguisse fazer algo para salvá-lo". A EMI comprou o local do número 3 de Abbey Road em 1929 e o transformou em um dos primeiros estúdios de gravação do mundo.

Durante a Segunda Guerra Mundial se gravaram nestes estúdios programas de propaganda por encomenda do Governo britânico assim como emissões da emissora pública BBC.

Os Beatles fizeram ali 90% de suas gravações. Outros famosos intérpretes e grupos pop que gravaram nesses estúdios foram Pink Floyd, Radiohead, Manic Street Preachers, Travis e Blur.

Fonte: Agência EFE/Uol

Charles Gavin explica os motivos de sua saída do Titãs

Após confirmar sua saída do Titãs na última sexta-feira (12), o baterista Charles Gavin explicou aos fãs o motivo de sua decisão.

Em um comunicado oficial escrito para o fã site Planeta Titãs, Gavin afirmou que seu afastamento se deve a "um esgotamento físico e mental provocado pelo que acontece quando uma banda como os Titãs alterna, ano após ano, álbuns e turnês - condição muito bem retratada na música Turnê, do disco Domingo".

O músico fez questão de esclarecer que não houve nenhum atrito entre os integrantes da banda. "Meu afastamento é amigável, transparente, realizado sem ressentimentos ou mágoas, acertado da melhor maneira possível, respeitando história, amizade e as individualidades dos Titãs. Nós estamos bem...", afirmou.

Segundo ele, os fãs não precisam se preocupar com o futuro da banda. "A primeira coisa que digo é: não se preocupem com a banda - um excelente baterista já foi colocado em meu posto, indicação de meu irmão Cesar - o que torna este momento de ruptura menos triste, menos doloroso e mais dinâmico. Tenho certeza de que os Titãs viverão sua nova fase de forma criativa e positiva. Os shows serão incríveis como sempre foram...", completou.

Fonte: Virgula

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Lady Gaga domina premiação do Brit Awards 2010

Mesmo não sendo britânica, a cantora Lady Gaga foi a grande vencedora do Brit Awards 2010, evento que premia os melhores artistas do Reino Unido no ano. A americana ganhou todas as categorias destinadas aos estrangeiros: Melhor Álbum, Show e Revelação Internacional.

Sob seu chapéu bizarro, que cobria boa parte do rosto, Lady Gaga apresentou o evento junto de Robbie Wiliams, que não ganhou como Melhor Cantor, mas recebeu um prêmio especial por sua contribuição destacada à música.

Durante a apresentação, Lady Gaga fez uma homenagem e lembrou do estilista Alexander McQueen, que foi encontrado morto na última quinta-feira (11).

Além dos prêmios, diversos shows ao vivo contagiaram o público. Lily Allen abriu o evento, cantando The Fear. Na sequência, shows da boyband britânica JLS que levaram os prêmios de Revelação e Melhor Música e dos indies Kasabian, que foram eleitos o melhor grupo.

Houve também um dueto entre Dizzee Rascal e Florence & The Machine, apresentando o mash up da música You Got The Dirtee Love, uma mistura das músicas You Got The Love e Dirtee Cash. A canção será disponibilizada no iTunes nesta quinta-feira (17), para a juntar fundos à escola de música The Brit Trust. Jay-Z e Cheryl Cole também fizeram shows.

Confira a lista completa dos vencedores:

Melhor Cantor
Calvin Harris
Dizzee Rascal
Mika
Paolo Nutini
Robbie Williams

Melhor Cantora
Bat For Lashes
Florence And The Machine
Leona Lewis
Lily Allen
Pixie Lott

Revelação
Florence And The Machine
Friendly Fires
JLS
La Roux
Pixie Lott

Melhor Grupo
Doves
Friendly Fires
JLS
Kasabian
Muse

Melhor Álbum
Dizzee Rascal - 'Tongue 'N' Cheek'
Florence And The Machine - 'Lungs'
Kasabian - 'West Ryder Pauper Lunatic Asylum'
Lily Allen - 'It's Not Me, It's You'
Paolo Nutini - 'Sunny Side Up'

Melhor Single
Alesha Dixon - 'Breathe Slow'
Alexandra Burke featuring Flo Rida - 'Bad Boys'
Cheryl Cole - 'Fight For This Love'
Joe McElderry - 'The Climb'
JLS - 'Beat Again'
La Roux - 'In For The Kill'
Lily Allen - 'The Fear'
Pixie Lott - 'Mama Do'
Taio Cruz - 'Break Your Heart'
Tinchy Stryder featuring N-Dubz - 'Number 1'

Melhor Cantor Internacional
Bruce Springsteen
Eminem
Jay-Z
Michael Bublé
Seasick Steve

Melhor Cantora Internacional
Lady Gaga
Ladyhawke
Norah Jones
Rihanna
Shakira

Revelação Internacional
Animal Collective
Daniel Merriweather
Empire of the Sun
Lady Gaga
Taylor Swift

Álbum Internacional
Animal Collective - 'Merriweather Post Pavilion'
Black Eyed Peas - 'The E.N.D.'
Empire of the Sun - 'Walking On A Dream'
Jay-Z - 'The Blueprint 3'
Lady Gaga - 'The Fame'

Melhor Performance nos 30 Anos de Brit Awards
Bee Gees- 'Stayin' Alive'/'How Deep is Your Love' (1997)
Bros - 'I Owe You Nothing' (1989)
Coldplay - 'Clocks' (2003)
Eurythmics & Stevie Wonder - 'There Must Be An Angel (Playing With My Heart)' (1999)
Girls Aloud - 'The Promise' (2009)
Kanye West - 'Gold Digger' (2006)
Kylie Minogue - 'Can¿t Get You Out Of My Head' (2002)
Michael Jackson - 'Earth Song' (1996)
Paul McCartney - 'Live And Let Die' (2008)
Pet Shop Boys - 'Go West' (1994)
Robbie Williams & Tom Jones - The Full Monty medley (1998)
Scissor Sisters - 'Take Your Mama' (2005)
Spice Girls - 'Wannabe'/ 'Who Do You Think You Are' (1997)
Take That - 'I Wanna Hold Your Hand'/ 'A Hard Day's Night'/ 'She Loves
You' Beatles medley (1994)
The Who - 'Who Are You' (1988)

Melhor disco dos 30 anos do Brits Awards
Coldplay - 'A Rush of Blood to the Head'
Dido - 'No Angel'
Dire Straits - 'Brothers in Arms'
Duffy - 'Rockferry'
Keane - 'Hopes & Fears'
Oasis - '(What¿s the Story) Morning Glory?'
Phil Collins - 'No Jacket Required'
Sade - 'Diamond Life'
The Verve - 'Urban Hymns'
Travis - 'The Man Who' Escolha da Crítica Ellie Goulding Delphic Marina and the Diamonds

Fonte:Terra

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

EMI põe à venda estúdios utilizados pelos Beatles

A gravadora EMI pôs à venda os históricos estúdios Abbey Road onde os Beatles gravaram a maior parte de sua discografia, para ajudar a resolver suas dificuldades financeiras, informou nesta terça-feira o jornal britânico Financial Times.

A venda dos estúdios situados em Abbey Road, a rua imortalizada em 1969 na capa do último álbum do quarteto de Liverpool, pode trazer "dezenas de milhares de libras", segundo o jornal.

A EMI não quis comentar a informação, mas o jornal assegurou que cinco pessoas especializadas no tema disseram que a gravadora esteve conversando com possíveis compradores.

O jornal afirma que não está claro se a EMI venderá a marca Abbey Road, mas cita um advogado para quem "a marca vale mais que o prédio"; segundo ele, "quem quiser os estúdios quererá a marca".

A gravadora comprou o prédio situado no número 3 da Abbey Road, no noroeste de Londres, em 1929 por 100 mil libras, e o local ficou conhecido no mundo inteiro graças aos Beatles.

Eles gravaram no local entre 1962 e 1969 praticamente todos os álbuns de estúdio até Abbey Road, em cuja famosa capa aparecem os quatro músicos passando pela faixa de pedestres da rua.

Desde então, o estúdio - um dos poucos que pode acomodar orquestras inteiras - foi utilizado por grupos como Pink Floyd, Radiohead, Travis e Blur, assim como para a gravação de trilhas sonoras de filmes como O Senhor dos Anéis e Harry Potter e a Pedra Filosofal, lembra o jornal.

Fonte: AFP/Terra

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Daniela Mercury vira DJ e toca 'Umbrella', de Rihanna

Neste domingo, 14, Daniela Mercury saiu pelo circuito Barra-Ondina, em Salvador, homenageando a guitarra elétrica, um dos símbolos da axé músic. Para isto, a cantora, além de empunhar o microfone, deu uma de DJ. Para abrir o espetáculo, ela mandou 'Umbrella', de Rihanna, na pick up.

Para o figurino, inspirado na terra e nas florestas, ela usou uma roupa que lembra uma fada, com asas de borboleta, criada por Waldemar Iódice.

Foto: Marcelo Machado/Ego
Fonte: EGO/Correio da Bahia

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Nove horas após último show, Claudia Leitte volta ao trio


Apenas nove horas depois de sua última apresentação, Claudia Leitte volta ao trio em Salvador neste domingo (14). Com o tema circo, a cantora usa uma peruca com imagem de palhaço e sacode o público do circuito Campo Grande, no bloco Papa. A primeira música a empolgar a multidão foi 'Cai fora', sucesso da época em que ela ainda integrava a banda Babado Novo. Logo depois, Claudia cantou 'De janeiro a janeiro'.

Assim que entrou na arena de camarotes, a cantora comenadou a alegria com o hit 'Máscaras', seguido da música 'Extravasa''. Com um figurino justinho ao corpo e que deixava suas belas pernas à mostra, Claudia brincou: 'Hoje estou mais velha, mas ainda com tudo em cima'.

Foto: Fabio Nunes/Divulgação
Fonte: EGO/Correio da Bahia

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Pitty estreia hoje no comando de um trio elétrico no carnaval

Fãs de Pitty podem conferir hoje a estreia da cantora no comando de um trio elétrico no carnaval de Salvador. Ao lado da Radiola e de Nancy Viégas, a roqueira vai estar a bordo do Carnivalha, a partir das 20h, saindo da Castro Alves em direção ao Campo Grande.

O repertório mistura músicas do seu novo CD Chiaroscuro (2009) e outras dos dois discos anteriores.

Fonte: Correio da Bahia

Bon Jovi disse que planeja lançar uma coletânea

O vocalista Jon Bom Jovi afirmou em entrevista ao New York Times que a banda irá lançar uma coletânea, provavelmente ainda neste ano. Além dos grandes sucessos, o novo trabalho irá incluir três músicas inéditas que o grupo irá apresentar durante a turnê “The Circle”.

“O último 'greatest hits' foi lançado há 15 anos, em 1994. Estou certo que acabaremos colocando 'Livin on a Prayer' nele, mas não haverá muitas das músicas do início de carreira, porque surgiram mais sucessos de lá para cá”, adiantou Jon Bom Jovi

Lançado em novembro o disco “The Circle” estreou no primeiro lugar na parada Billboard 200, com vendas na primeira semana de 163 mil cópias, e também ocupando o topo das paradas no Canadá, Alemanha e Japão.

Por Tatiana Pires
Fonte: Kboing

'Lobo Mau' enfrenta Black Eyed Peas por hit do 2° dia

Candidata a hit no Carnaval 2010 de Salvador, a música Lobo Mau, do grupo O Báck, inspirou o figurino de muitos foliões. A canção surgiu há três meses, foi popularizada por Ivete Sangalo e a letra de duplo sentido se baseia no refrão "vou te comer". O Báck é formado por Keno, 22 anos, Piskuila, 23, e Bombado, 21, além de uma dançarina anônima que faz as vezes de Chapeuzinho.

Para enfrentar a turma da Chapeuzinho dois trios atacaram de I Gotta a Feeling, do grupo americano Black Eyed Peas. O hit pop, que estourou em quase todo o mundo, já foi cantado no circuito Barra-Ondina pela cantora de axé metal Maristela Muller, na quinta-feira (11), e pela banda Jammil na sexta (12).

Fonte: Terra

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Trio ‘Transformer’ de Claudia Leitte chega a Salvador 100% high tech

A cantora Claudia Leitte vai estrear um novo trio elétrico no carnaval de Salvador neste sábado (13), no circuito Dodô (Barra-Ondina). Repleto de novidades tecnológicas, o veículo já recebeu da musa o apelido de "transformer" e foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira (12), depois da vistoria técnica coordenada pela Empresa Salvador Turismo (Saltur). O trio tem uma passarela em forma de onda, 12 elevadores e tem som 100% digital.

A máquina com ares futuristas será uma homenagem aos 60 anos do trio elétrico e tem 26 metros de comprimento e sete metros de largura. Uma equipe de técnicos ainda trabalha no veículo para acertar os últimos detalhes dos equipamentos e no acabamento do camarim de Claudia Leitte.

“Eu tinha um sonho de fazer um trio com um palco que pudesse chegar bem perto da pipoca durante o circuito. Será uma homenagem pelos 60 anos da fubica de Dodô e Osmar, responsáveis pela criação do trio elétrico", disse a cantora, que não revelou o valor do investimento com o veículo.

“Ele é todo digitalizado e cheio de parafernálias estéticas e de som. Vou ter elevador por dentro e por fora. Vou poder cantar pertinho da pipoca, com meus fãs”, disse a cantora.

O camarim do trio será uma surpresa até mesmo para Claudia Leitte, que só vai conhecer o espaço minutos antes de se apresentar no circuito de Salvador.

Os arquitetos e desginers escolheram as cores dourado e creme para compor o trio. Um sofá de seis lugares oferecerá conforto para a musa e seus convidados, além de TVs de plasma de 42 polegadas, home theater, espelhos até o teto, ar condicionado, iluminação embutida e um grande painel com foto de Claudia Leitte, medindo 2,70m de altura por 80 centímetros, em back-light.

O ambiente interno ainda terá florais de mandala e estrelas de alumínio prata no piso. Os músicos também terão um espaço especial e mais amplo.

Claudia Leitte informou que o novo trio será totalmente digitalizado. "Quem estiver do lado de fora ainda vai poder me ver subindo até o palco, pois o acesso até a parte de cima do trio será transparente."

O tema do desfile de Claudia Leitte na folia de Salvador é um picadeiro de circo. "Preparem os olhos porque eu vou acender a avenida com muita luz e figurino com bastante cor fluorescente, que está na última moda e é tendência neste verão". O carro terá um picadeiro móvel durante o carnaval baiano.

A cantora desfila no carnaval em quatro dias. A primeira apresentação de Claudia será no sábado (13), com o bloco Eu Vou, no circuito Dodô. Ela volta a desfilar no mesmo circuito na segunda-feira (15), com o bloco Papa. Neste ano, a cantora vai desfilar duas vezes no circuito Osmar, sendo a primeira vez no domingo (14) e depois na terça-feira (16), ambas as apresentações serão feitas no bloco Papa.

Por Glauco Araújo
Fonte: G1