quarta-feira, 28 de abril de 2010

De mãos dadas com a família, Sandy lança voo solo

O trabalho é solo, mas Sandy não está voando sozinha. Em Manuscrito, primeiro álbum da cantora sem o irmão, ela conta com o apoio do - adivinhem só - próprio Junior e também de seu marido, Lucas Lima, para, pela primeira vez, ter liberdade de criação, segundo as palavras dela própria. "Eles me conhecem e não iriam trair quem sou", analisa a cantora de 27 anos na coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (27), em um restaurante de São Paulo.

Muito diferente do que o estilo que lhe consagrou, Sandy apresenta 11 novas músicas em um formato mais intimista, alicerçado em sua voz e em seu novo instrumento predileto: o piano. A pressa está longe de ser um elemento presente na nova carreira. Não só pela música em si, calma na grande maioria dos momentos (salvo uma batida de rock criada pelo irmão, em Quem Eu Sou), mas também pelo tempo que o álbum levou para ser feito. Foram mais de dois anos entre o fim da carreira com o irmão e a entrada em estúdio.

A tranqüilidade continua, pelo menos por enquanto. "Na teoria, estou disposta a lidar com isso (o álbum fazer sucesso ou não), mas, na prática, não sei", diz, no documentário em DVD que acompanha o álbum. Ela também diz não saber para onde a carreira irá caminhar. "Não sei que público vou atingir. Quero o público que me quiser", responde, com a segurança e a maturidade de quem vive da música há 20 anos.

"Esse papo de 99% transpiração e 1% inspiração não funciona para mim. Gosto de quando vem aquela inspiração e faço a letra em cinco minutos." A própria confessa não saber até quando poderá sentir-se "leve" assim, já que a mudança na sonoridade ainda precisa ser aprovada pelo público.

"Acho que as pessoas não comprarão (o álbum) se não gostarem realmente. As vezes até o fã vai baixar", comenta, sobre a atual situação das vendas no mercado fonográfico, apesar de também anunciar que a pré-venda do CD já chegou as 50 mil cópias.

A cantora revela ainda que as pessoas vão demorar um pouco para apreciar as canções de Manuscrito ao vivo. "Show, só no fim do ano", anuncia, apesar de já ter uma banda pronta com cinco músicos. Ela acha que tem poucas músicas para montar um espetáculo e que pode incluir algumas canções da época que se apresentava com o irmão. Mas nada está definido até agora.

É com a certeza de quem não precisa provar mais nada para ninguém, além de para si própria, que a "mais nova cara da MPB" se apresenta aos (novos?) fãs com Manuscrito, nas lojas no próximo dia de 7 maio.

Por Gustavo Pelogia
Foto: Reinaldo Marques/Terra
Fonte: Terra

Nenhum comentário: