quarta-feira, 12 de maio de 2010

Gravação de John Lennon dizendo que Beatles era "mais popular que Jesus" vai à leilão por US$ 20 mil

A única gravação conhecida de uma entrevista coletiva dos Beatles em 1966, em que John Lennon é pressionado a dizer se a banda era mais popular que Jesus, deve ser vendida por cerca de 20 mil dólares em um leilão em junho. A casa Bonhams & Butterfields disse que os 14 minutos da fita foi a única gravação sobrevivente da coletiva de imprensa de 17 agosto de 1966 dada pelos quatro no King Edward Hotel, em Toronto, no Canadá.

A gravação inclui John Lennon e Paul McCartney brincando sobre quanto tempo os Beatles ficariam juntos. "Nós, obviamente, não vamos andar por aí de mãos dadas para sempre", diz Lennon. McCartney acrescenta: "...seria um pouco, você sabe, vergonhoso aos 35 (anos)". Bonhams disse a jornalistas ter muitas dúvidas sobre a controversa declaração de Lenon sobre "Jesus" meses antes.

A coletiva de imprensa foi bem noticiada pela imprensa, mas não há gravações de imagem ou de áudio conhecidos. "Nós sabemos o que eles disseram naquele dia. Acabamos nunca ouvindo", disse à Reuters Margaret Barrett, diretor da Bonhams & Butterfields.

Ela disse que as fitas foram gravadas por um fotógrafo jovem e fã dos Beatles, que participou da coletiva de imprensa. "Ele tentou vendê-las em 1966, mas ninguém pensou que eram importantes", disse Barrett.

As duas bobinas ficaram em uma gaveta durante 40 anos e agora têm um preço estimado de 20 mil a 25 mil dólares e estão entre os itens mais caros de um leilão a ser realizado em 13 de junho em Los Angeles.

Por Jill Serjeant
Fonte: Reuters/Uol

Nenhum comentário: