domingo, 21 de agosto de 2011

Festival de Inverno Bahia 2011 - Jau, Ana Carolina e Nando Reis brilham na segunda noite

A segunda noite do Festival de Inverno Bahia foi marcada por muita descontração, gente bonita e shows contagiantes. A musicalidade de Jauperi iniciou os primeiros acordes do Festival de Inverno Bahia 2011 neste sábado. A multidão que lotou o Parque de Exposições Teopompo de Almeida dançou os hits animados da mistura de swing e MPB, magistralmente combinada pelo cantor e compositor baiano.

De chinelos e com uma taça de vinho na mão, Jau brindou com o público ao som de ‘Quase nada’ e cantou com a platéia o sucesso ‘Sandália de Couro’, além de músicas consagradas de outros artistas como ‘Telegrama’, de Zeca Baleiro, ‘Toda menina baiana’, de Gilberto Gil, e ‘Palpite’, de Vanessa Rangel. Durante o show, Jau falou da sua admiração pela música ‘Firme e Forte’, de Márcio Vitor. “É uma das melhores músicas dos últimos dez anos”, definiu.

Muito à vontade no palco, Jau interagiu com o público, dançou, declamou poesia e convidou a platéia para cantar com ele ‘Flores na favela’ e ‘Já é’, canção que foi sucesso na época do grupo Afrodisíaco.



A cantora Ana Carolina fez sua estréia no Festival de Inverno Bahia em alto estilo. Uma das atrações mais aguardadas desde a primeira edição do evento, a cantora apresentou em Vitória da Conquista o show ‘N9ve’, que comemora seus 10 anos de carreira. A voz inconfundível da cantora e compositora mineira levou o público ao delírio quando cantou os sucessos “Garganta” e “Quem de nós dois” do seu segundo trabalho.

Com seu inseparável violão ela também cantou “Encostar na tua” e orquestrou a platéia ao som de “É isso aí”. De pandeiro na mão ela ditou o ritmo de “Vox Populi” e perguntou ao público se era possível sambar miudinho a composição “Cabide”, muito conhecida na voz de Mart’Nália. “Quem veio acompanhado ou está de olho em alguém, agora é o momento de aproveitar para fazer um cafuné, um carinho, não pode deixar passar” disse a cantora ao iniciar a música ‘Aqui’. E animada com a atuação da platéia, pediu silêncio absoluto da banda para ouvir o público cantar “Elevador”. A gestora Vanessa Profeta comentou sobre a sua sensação. “Valeu a pena esperar tantos anos. O show foi sensacional”, afirmou.


Acompanhado pela banda Os Infernais, Nando Reis, encerrou a noite com muito rock’n roll no show “Bailão do Ruivão” e cumpriu muito bem a promessa de aquecer o frio que fazia na madrugada da cidade baiana. Efeitos impecáveis e o repertório irretocável empolgaram o púbico, que vibrou muito do início ao fim do show. Nando Reis homenageou Tim Maia com ‘Gostava tanto de você’ e cantou muitos sucessos de sua fase no Titãs, entre outras composições autorais românticas, como ‘Por onde andei’.


Entre uma apresentação e outra do palco principal, as bandas Fulor do Cangaço, Tirana Seca, Del Feliz e Fiá Pavi comandaram a festa no Barracão do Forró. Na Tenda Eletrônica. Neste sábado as Pikups foram comandadas pelos Djs: Van Muller, Robertinho e Mauro Telefunksal.

O Festival de Inverno Bahia encerra a sua sétima edição hoje, domingo (21/08) com Cidade Negra, Frejat e Victor e Léo. Este ano, mais de 50 mil pessoas deverão circular, até domingo, pelo Festival de Inverno Bahia. O evento contou com cerca de R$ 5 milhões de investimentos. A festa é realizada pela Icontent, empresa de entretenimento da Rede Bahia, em parceria com a TV Sudoeste.

Por Lilian Pinto / Comtexto Comunicação
Fotos: Laécio Lacerda


Nenhum comentário: