sábado, 1 de outubro de 2011

Rock in Rio - 'Sou Brasil e amo vocês', diz Shakira, com Ivete, em show no Rock in Rio








Ela não usa playback, softwares para corrigir a voz e utiliza sintetizadores com moderação. Mesmo assim é de Shakira o melhor show dentre as várias divas pop que cantaram nesta edição do Rock in Rio. Sem deixar de mexer os quadris por um segundo e correndo de um lado para o outro do palco o tempo todo, a enérgica cantora colombiana fez uma apresentação completa que foi do rock ao flamenco, do eletrônico a world music, do pop a MPB: ela cantou “País tropical” ao lado de Ivete Sangalo.

A participação foi uma das surpresas que a artista preparou para a noite. Em março, Shakira se apresentou em São Paulo e deixou de fora do set list “Estoy aqui”, hit que a tornou um fenômeno no Brasil em 1996. Para o show desta noite, teve até fã levando faixa para ela não esquecer do sucesso novamente. E deu certo: foi a canção que abriu o espetáculo, levando a delírio os 100 mil pagantes.

“Meu desejo para essa noite é que todos se divirtam. Estou aqui para satisfazê-los. Aproveitem que esta noite sou toda de vocês”, anunciou a cantora após “Te dejo Madrid”, esbanjando simpatia em um português carregado, quase lusitano.

A primeira parte do concerto é praticamente roqueira e traz Shakira fazendo pole dance no pedestal do microfone por várias vezes. A banda de apoio solta o dedo e deixa faixas como “Whenever, wherever” ainda mais pesadas. A música, dançante na versão original, conta com um trecho de “Unbelievable” do EMF e teve a participação de seis garotas chamadas por Shakira ao palco – a ideia era que elas repetissem o rebolado da artista. Não deu lá muito certo, apesar dos esforços.

A partir de “Inevitable” o espetáculo diminuiu o seu ritmo e chegou ao ápice com uma versão flamenca de “Nothing else matters”, do Metallica. Sem a justa calça preta e agora de saia de cigana, a cover serve para introduzir “Gipsy”, “Tortura” e “Sale el sol”, em que ela abriu o colete e exibiu o top – e um pouquinho mais da invejável forma física.

“Las de la intuición” abre a parte eletrônica do show, que traz as irresistíveis “Loca”, “She wolf” e “Ojos así”, com Shakira fazendo uma performance solo de dança do ventre que entortou o pescoço da ala masculina.

Para o bis, a maior surpresa da noite: “País tropical”, que já estava prevista no repertório, teve a participação de Ivete Sangalo, que a colombiana fez questão de chamar de amiga. “Sou Brasil e amo vocês”, resumiu Shakira, no ritmo de “sou flá-flá, ela é nenê”.

A partir daí a apresentação se tornou uma festa ainda maior, com “Hips don’t lie” e “Waka, waka”, que teve diversos fãs dançando ao lado da colombiana.

Por Gustavo Miller Do G1, em Rio
Fotos: Felipe Dana / AP - Flavio Moraes / G1

Nenhum comentário: