segunda-feira, 30 de julho de 2012

DJ Felipe Venancio prepara disco com remixes de Roberto Carlos para o público jovem


O DJ e produtor Felipe Venancio está reunindo DJs e bandas de rock para remixarem sucessos de Roberto Carlos. O resultado estará em "Remixed", disco que deve ser lançado em setembro pela Sony, voltado ao público jovem do Rei. Dentre os hits com cara nova, estarão "Jesus Cristo", "Eu Te amo" e "Café da Manhã".

O projeto sai com dez anos de atraso: ele havia sido idealizado nos anos 2000, mas foi abortado por conta da morte da mulher de Roberto, Maria Rita. Felipe, que havia feito o remix de "O Portão" para a empreitada, começou a tocá-lo em festas, e conta que se surpreendeu com seu sucesso. "A música ganhou uma realidade, uma ação, e o portão teve uma sobrevida. Fui chamado para tocar em vários lugares por causa dele", explica.

A música acabou estreitando a relação do DJ com o empresário de Roberto Carlos, Dody Sirena, e ele o chamou para tocar no cruzeiro "Emoções em Alto Mar". Lá, Felipe descobriu não só os fãs jovens de Roberto, mas a falta que um disco de remixes dele faz. Para ele, o trabalho irá estreitar a relação que o público jovem tem com o ídolo.

"Cheguei no cruzeiro e vi as pessoas cantando músicas que eu nem conhecia. Foi importante ver como são as coisas e [o "Remixed"] vai ser a consolidação dele com as pessoas mais jovens. Levei uns cinco remixes dele, mas senti falta de mais. Toquei 'O Portão' e virou a pista de cabeça para baixo, daí pensei 'cadê os outros?', e não tinha. Isso confirmou muito que a gente precisa desse disco", conta.

Há cerca de um ano, a ideia do álbum foi retomada pela Sony, e Felipe foi convocado para produzi-lo. Ele, então, separou uma lista com canções que poderiam ser incluídas no projeto. Como nem todas podem virar remix por conta de seu andamento, clássicos mais lentos, como "Emoções" e "Detalhes", acabaram ficando de fora. Roberto Carlos revisou essa lista, cortando algumas músicas, e Felipe saiu em busca de DJs para as novas versões.

Venancio tem 27 anos de experiência e já fez versões para músicas de Marina Lima, Claudio Zoli e Wanessa Camargo. A capa de "Remixed" deverá ser feita por Giovanni Bianco, responsável pelas capas de "MDNA", "Hard candy" e "Confessions on a dance floor", de Madonna.


"Sem restrições à arte"

Segundo Dody Sirena, Roberto Carlos não impôs restrições: "Ele é sempre receptivo a novos projetos, e não faz restrições à arte". O cantor deverá ouvir as versões antes de elas serem lançadas mas, provavelmente, não fará objeções aos novos arranjos, diz o empresário. "Ele talvez faça algumas sugestões, mas não é condição para a liberação [do disco]", explica.

O empresário é bastante otimista quanto à aprovação do trabalho entre os fãs mais conservadores. "Hoje, o público do Roberto Carlos abrange quatro gerações, quiçá cinco, que recebem tudo o que vem do artista com muito entusiasmo". Apesar de ainda não saber como as músicas ficarão, Felipe acredita que as versões serão bem recebidas: "Na hora em que eles virem que o remix foi feito por uma pessoa que respeita e ama essa música, não vai ter essa gritaria, não vai ter rejeição. É como se a música estivesse voltando", diz.

O disco terá 14 músicas. Dentre as confirmadas, estão "Além do Horizonte", com o DJ Marky; "Fera Ferida", com o DJ Memê; "Eu Te Amo", com o DJ Deeplick; "Todos Estão Surdos", com o DJ Marlboro; "Cama e Mesa", com Marcelinho da Lua; "Café da Manhã", com Kassin; e "Jesus Cristo", com Zegon. "Calhambeque" também poderá ganhar uma nova versão, mas ainda não tem músico confirmado.

O lançamento será feito na "Festa de Arromba: Emoções na Pista", festa em que o DJ pretende fazer uma homenagem ao Rei, trazendo artistas de diversas áreas para reinterpretar a obra de Roberto. "Vamos fazer uma grande bagunça eletrônica", completa.

Por Ana Okada
Foto: Divulgação
Fonte: Uol

Nenhum comentário: