Rubenildo Metal: Poema: Rosas Vemelhas

Poema: Rosas Vemelhas


Filhos são corpos que giram em torno de nós,
são  satélites , celestes e decepções!
Como pontos cardeais,
Do  leste, que nasce o sol,
 do norte que sopra o porvir e o oeste, o oposto.
Filhos são como estações,
ora  primaveris,  ora como folhas secas que caem ao chão ...
ora  frios, sem sentimentos,
ora  como um sorriso de sol de verão.
Filhos são como quatro oceanos com suas vistas maravilhosas,
sua  juventude,
suas ressacas e descaminhos!
suas  maresias e  ondas,
luzes e  obscuridades.
 Oscilantes!
 E de difícil acesso, assim são nossos filhos.
Rosas do nosso jardim, com todos os seus espinhos e dissabores, é quase uma alegria...
Filhos são corpos que giram em torno de nós.