quinta-feira, 11 de abril de 2013

Integrantes do Charlie Brown Jr continuarão como A Banca; Champignon assume os vocais

Após a morte do cantor Chorão, ocorrida no início de março, os integrantes remanescentes do Charlie Brown Jr. vão continuar na ativa com uma nova banda. Chamada de A Banca, o grupo será liderado por Champignon.

A banda terá uma nova baixista, chamada Lena, e Champignon assumirá apenas como vocalista. Os primeiros shows de A Banca terão convidados como Di Ferrero, do NX Zero, e Digão, do Raimundos.

Além de Champignon e Lena, seguem na banda os guitarristas Marcão e Thiago Castanho e o baterista Bruno Graveto.

Na tarde desta quinta-feira (11), os integrantes de A Banca e músicos convidados, como Lobão e Dinho Ouro Preto, vão gravar uma homenagem a Chorão no programa "Altas Horas", da Globo. A atração vai ao ar no próximo sábado.

 
Biografia
Chorão -- batizado de Alexandre Magno Abrão -- formou a banda Charlie Brown Jr. na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, na década de 1990. Ele era o único integrante que permaneceu durante todas as fases do grupo, lançando nove discos de estúdio, dois álbuns ao vivo e duas coletâneas. O grupo vendeu mais de 5 milhões de discos e, em 2009, ganhou um Grammy Latino com o álbum "Camisa 10 Joga Bola Até na Chuva".

O último registro da banda é o disco ao vivo "Música Popular Caiçara", que saiu no ano passado e marcou a volta dos integrantes Marcão e Champignon à banda, que haviam deixado o grupo em 2005. A banda estava de férias e o retorno seria durante um show no próximo dia 22 em Campo Grande, no Rio de Janeiro. Um show no Credicard Hall, no dia 6 abril, em São Paulo também já estava marcado.

A vida pública de Chorão foi marcada por uma série de desentendimentos entre os integrantes da banda e com outros músicos, como a conhecida briga com Marcelo Camelo, integrante do Los Hermanos, em 2007. Chorão agrediu o cantor na sala de desembarque do Aeroporto de Fortaleza e foi detido pela Polícia Federal.

Além da carreira musical, Chorão também escreveu roteiros, como do filme "O Magnata" (2007), dirigido por Johnny Araújo, e do longa "O Cobrador", que ainda está em produção. Ele também era dono do Chorão Skate Park, em Santos, uma pista de skate indoor.

Casado há 15 anos com a estilista Graziela Gonçalves, Chorão havia se separado dela em meados de novembro de 2012, mas o casal ainda não tinham oficializado o divórcio. Ele deixa um filho, Alexandre, de 23 anos, fruto da relação com sua primeira mulher, Thais Lima.

Fonte: UOL

Nenhum comentário: