quinta-feira, 11 de abril de 2013

Psy lança "Gentleman", sucessora de "Gangnam Style"

Pôsteres, camisetas e até cuecas já eram vendidas na internet com o nome da música quando o cantor sul-coreano Psy publicou, na manhã desta quinta-feira (10), sua aguardada nova faixa "Gentleman". A música do criador do hit "Gangnam Style" foi lançada primeiramente na Nova Zelândia e vazou às 9h (horário de Brasília) no Youtube.

"Gentleman" tem a batida eletrônica do k-pop. Numa versão editada ele canta que é um "mother father gentleman" ("eu sou um cavalheiro de pai e mãe"), mas na versão original ele usa "mother fu**r" ("um cavalheiro filho da p***"). A canção --cheia de trocadilhos em coreano-- já está disponível para compra no iTunes.
 
Psy, de 35 anos, vai apresentar "Gentleman" em público pela primeira vez no sábado, em um show no estádio de Seul que foi construído para a Copa do Mundo de 2002. O cantor ainda revelou que sua nova dança será baseada nos tradicionais movimentos coreanos.

"Todos os coreanos conhecem essa dança, mas (aqueles em) outros países ainda não viram", disse Psy a uma televisão sul-coreana na semana passada. Ele pediu aos fãs para vestirem branco no show de sábado e seu estilista disse à Reuters no mês passado que o conceito para a nova música seria novamente um terno formal com "uma reviravolta inesperada de diversão".

Divulgado no YouTube em julho de 2012, "Gangnam Style", que parodia a vida dos ricos ociosos de um bairro chique de Seul, virou o vídeo mais visto da história e no primeiro a superar um bilhão de visualizações, marca alcançada em dezembro de 2012. Atualmente, já tem mais de 1,5 bilhão de visitas.




A gravadora de Psy na Coreia do Sul, a YG Entertainment, ainda não fechou a data para a divulgação do vídeo de "Gentleman", que contou com a participação de vários atores e de uma cantora sul-coreana. A filmagem terminou na terça, disse uma porta-voz, que acrescentou que há muita pressão para a sua divulgação. Nas redes sociais e nos fóruns de internet, o lançamento da música é o tema dominante, à frente da crise na península, onde a ameaça de guerra nuclear da Coreia do Norte gera menos interesse entre a juventude sul-coreana. "Que cara louco! (em referência ao líder norte-coreano, Kim Jong-Un). Deveria colocar o mundo para dançar, como fez Psy, em vez de se entreter com ameaças nucleares", escreve @saenuli no Twitter. O cantor Psy esteve recentemente no Brasil e conferiu de perto o Carnaval em Salvador e Rio.

Foto: Reprodução/Facebook
Fonte: UOL

Nenhum comentário: